O experiente Mica Galvão e o jovem Demian Maia

Share it
Mica Galvão, mais uma joia do Jiu-Jitsu amazonense. Foto: Divulgação

Mica Galvão, mais uma joia do Jiu-Jitsu amazonense. Foto: Divulgação

[ Por Gabriel Almada ]

Um estrangulamento arco e flecha que a comunidade do Jiu-Jitsu vai demorar a esquecer, e que Micael Galvão vai guardar para sempre.

Foi com esse ataque eficiente no pescoço que o prodígio amazonense, do alto de seus experientes 18 anos, finalizou o campeão mundial Lucas Hulk, na final do GP dos médios em São Paulo, durante o BJJ Stars 8. Com o feito, Mica embolsou a bolada de 100 mil reais, além do cinturão da organização.

Nas quartas de final, o manauara brilhara ao derrotar Leandro Lo por uma vantagem. Na semifinal, garantiu seu lugar na disputa do cinto com a lesão de Maurício Oliveira, quando este ganhava por 2 a 0.

Apesar do placar magro, a luta de Mica e Lo foi movimentada, um sinal forte de que seria muito difícil frear o ímpeto de Mica no último dia 29 de abril. Contra Leandro, o filho de Melqui Galvão tomou a iniciativa do combate, quando encaixou uma chave de braço, bem defendida pelo campeão mundial absoluto de 2018.

Mica exibiu então um jogo justíssimo na guarda fechada. Ele atacou com inteligência, quando encontrou brechas, e refutou as investidas de passagem de guarda de Lo. A vantagem do ataque no braço, contudo, foi suficiente para garantir o jovem casca-grossa na semifinal do torneio. Mica avançou à final do GP após desistência de Maurício Oliveira, que sentiu o joelho quando levava a melhor no duelo por 2 a 0.

Se a semifinal careceu de emoção, a finalíssima do evento foi um teste para cardíaco para a audiência. Mica Galvão e Lucas “Hulk” Barbosa proporcionaram uma luta frenética, marcada pelo poder de explosão de ambos os lados. Na reta final, Mica aproveitou falha de Hulk, conseguiu a queda e pegou as costas. Em seguida, o fenômeno encaixou um arco e flecha com maestria e forçou a desistência do oponente para se tornar campeão.

O evento de sábado marcou, ainda, o retorno ao Jiu-Jitsu do jovial Demian Maia, herói da arte suave no UFC. O astro paulista não competia sem as luvas há 15 anos.

Dono de 11 vitórias por finalização no UFC, ele partiu para dentro de Alex “Cowboy” Oliveira e finalizou o compatriota com um triângulo arrojado. O habilidoso faixa-preta atacou a todo momento, impôs muita pressão e mostrou, aos 44 anos de idade, que ainda tem muita lenha para queimar na arte suave. Ou melhor, muitos adversários a serem finalizados.

Confira os resultados completos do evento.

BJJ Stars 8
São Paulo, SP
29 de abril de 2022

GP DOS MÉDIOS:
Final: Micael Galvão finalizou Lucas Hulk no arco e flecha

Semifinais:
Micael Galvão venceu Maurício Oliveira via desistência (lesão)
Lucas Hulk finalizou Léo Lara no armlock

Quartas de final:
Micael Galvão venceu Leandro Lo por 1 vantagem a 0
Maurício Oliveira venceu Pedro Machado por decisão dos árbitros
Leonardo Lara derrotou Wallisson Tarta por 5 a 2
Lucas Hulk derrotou Roberto Jimenez por 2 a 0

LUTAS SEM KIMONO:

Demian Maia finalizou Alex Cowboy no triângulo
Felipe Preguiça venceu Henrique Ceconi por 2 punições
Gutemberg Pereira finalizou Fellipe Andrew na guilhotina
Fabrício Andrey venceu Alex Sodré via decisão dos árbitros
Bia Mesquita finalizou Julia Boscher no armlock
Marcos Pectho finalizou Lucas Protasio na guilhotina
Mariana Rolszt finalizou Thaís Loureiro no armlock

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.