Marcio Carreira e a arte de formar campeões em projetos sociais

Share it

GMI Marcio Carreira ao lado dos alunos Uanderson Ferreira e Aylla Raphaelly. Foto: Reprodução

Nosso GMI nos Emirados Árabes Unidos, o professor Marcio Carreira exerce papel fundamental na formação de jovens no Brasil. Mesmo em outro continente, o faixa-preta lidera o projeto social na Carlson Gracie Matriz, sediada no Rio de Janeiro, que revela atletas de Jiu-Jitsu e atua tanto no desenvolvimento esportivo quanto social destas crianças.

Além de se destacar como professor, Marcio Carreira construiu uma trajetória vencedora como atleta. O faixa-preta é heptacampeão estadual, bicampeão do World Pro, vencedor do Grand Slam e medalhista de bronze do Brasileiro e do International Master, ambos organizados pela IBJJF.

Em bate-papo com a equipe do GRACIEMAG.com, Marcio Carreira ressaltou a importância do Jiu-Jitsu na formação social de jovens e listou os atletas mais promissores de sua equipe.

GRACIEMAG: Quais são os maiores desafios de liderar um projeto social do exterior?

MARCIO CARREIRA: Liderar meu projeto no Brasil e manter o CT em funcionamento de longe é um desafio enorme, faço reuniões mensais com os professores e instrutores que estão lá no dia a dia. Eu faço o mesmo com os atletas para manter o trabalho alinhado com minhas ideias e planejamentos a fim de manter o mesmo padrão que tínhamos quando eu vim para os Emirados Árabes. Acompanho tudo de perto mesmo à distância.

Como funciona seu trabalho à frente do projeto social na Game Fight Matriz Carlson Gracie?

Hoje meu trabalho principal é planejar e trabalhar duro para manter nossos atletas ativos em campeonatos importantes, de visibilidade dentro e fora do Brasil. É uma tarefa difícil, já que é um projeto social que só conta financeiramente comigo. Mas caminhamos e creio que já andamos mais que a metade do caminho em direção onde queremos chegar. Estamos no jogo e temos chegado forte com trabalho sólido e uma nova geração em fase de preparação.

Qual é a importância do Jiu-Jitsu na formação social das crianças?

O Jiu-Jitsu ensinado com profissionalismo, amor e valores como disciplina, respeito, caráter, educação e autoconfiança afastam nossas crianças e jovens de um caminho tortuoso, além de oferecer a eles a oportunidade de uma nova perspectiva de vida, onde podemos formar homens e mulheres de bem com um futuro promissor. Com isso, eles acreditam até mesmo que o impossível se torna possível.

Quais são os seus atletas mais promissores? E quais títulos de expressão eles já conquistaram?

Um dos meus atletas que mais tem se destacado é o Uanderson Ferreira, bicampeão brasileiro, bicampeão sul-americano e vencedor de 16 Opens, organizados pela IBJJF. Além desses títulos, ele é tricampeão do World Pro, bicampeão do Grand Slam e vice-campeão do Pan e Europeu. Outro destaque é a Aylla Raphaelly, tetracampeã brasileira, tricampeã sul-americana, tricampeã do World Pro,  pentacampeã do Grand Slam, campeã do Pan e Europeu. Gostaria de citar o Pablo de Oliveira, campeão brasileiro, sul-americano e de diversos Opens, da IBJJF. Ele também é campeão do Grand Slam. Outro talento é o Lucas Oliveira, campeão brasileiro, sul-americano e do World Pro. Vale destacar o  Italo Almeida campeão do Brasileiro com e sem Kimono, World Pro, Sul-americano e BJJ Pro. Vale a pena ficar de olho no Sandrey Silva, vencedor de Opens e foi medalhista de bronze no Brasileiro com e sem kimono. Não posso deixar de citar o Joacy Mendes, campeão sul-americano e vencedor do BJJ Pro. Outro garoto promissor é o Adriano Araújo, atleta de Judô do Instituto Reação e que representa a Game Fight Matriz no Jiu-Jitsu. Ele é campeão do World Pro, Grand Slam, Open de Londres e Open da Alemanha, ambos da IBJJF. Não posso deixar de mencionar os atletas Gabriel Oliveira, Eduarda Reis, Larissa Nascimento e Karen Nascimento, alunos do meu mestre Vinicius Amaral e donos de títulos expressivos.

Quais são os seus próximos objetivos como professor?

Meus próximos objetivos são tirar o visto dos meus atletas para que eles possam nos representar no Mundial e Pan. Espero conseguir parceiros para minha ONG para ampliar o projeto e ter condições de voar mais alto. Hoje temos cerca de 60 crianças das comunidades que lutam no centro de treinamento da Game Fight Matriz Carlson Gracie. Atualmente, o Uanderson Ferreira e a Aylla Raphaelly moram nos Emirados Árabes e o Sandrey Silva vive nos Estados Unidos. Esses meninos começaram no projeto quando eram crianças.. Posso afirmar que a semente plantada no projeto é boa e os frutos comprovam a seriedade e transparência do nosso trabalho. 

 

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.