Betim Open: confira quem brilhou no Jiu-Jitsu em Minas

Share it

Marcelo Gomide fez a festa da GB mineira no Betim Open 2022. Fotos: Divulgação

A faixa-preta Fernanda Mazzelli foi o grande nome do Betim Open, disputado no último fim de semana, no estado de Minas Gerais. A lutadora capixaba tricampeã mundial não perdeu a viagem e faturou o ouro duplo ao triunfar no superpesado e no absoluto.

Fernanda também brilhou sem kimono, ao ficar com o ouro na categoria e a prata no peso aberto.

Entre os homens, Marcelo Gomide foi o destaque. O professor da Gracie Barra conquistou o absoluto e levou a medalha de prata no superpesado. Sem kimono, Leonardo Lemos venceu o pesadíssimo e o absoluto para se consagrar no torneio organizado pela CBJJ.

Não faltaram oponentes no caminho de Gomide rumo ao ouro. No total, o faixa-preta disputou oito lutas. Na final do absoluto, o representante da Gracie Barra travou um duro duelo com Gabriel Oliveira e venceu por uma vantagem após quase passar a guarda do adversário. Antes de se consagrar no aberto, Gomide superou Cleyton Flores e Icaro Matheus nas fases anteriores.

 

Gomide, no entanto, não conseguiu repetir o feito no superpesado. Em combate bem equilibrado, Pedro Henrique Elias (NS Brotherhood) derrotou o rival por 2 a 0 na final para garantir o primeiro lugar. Pedro construiu o placar ao raspar Marcelo com um ataque no triângulo.

Sem o kimono, Marcelo Gomide foi superado por João Gabriel Rangel na final da categoria.

Quem também teve um fim de semana inspirado foi Rider Zuchi. Atual campeão brasileiro peso pesado, a fera mostrou mais uma vez que é o dono da categoria no cenário nacional. Na final da divisão, o atleta da Brotherhood raspou Gabriel Oliveira e assegurou a vitória por 2 a 0.

Fernanda Mazzelli: a tricampeã mundial de Jiu-Jitsu na faixa-preta voltou a reinar absoluta em Minas. Foto: Acervo Pessoal

Um dos favoritos no peso médio, o faixa-preta Servio Tulio ficou pelo caminho. O lutador da Gracie Barra fez embate eletrizante com Gabriel Ávila, mas foi superado por cinco vantagens. Contudo, Servio se redimiu. Ele se sagrou campeão no meio-pesado sem kimono após bater Edson Oliveira por três vantagens na final.

Aluno de Felipe Preguiça, Leonardo Lemos levou o ouro duplo na divisão faixa-preta sem kimono. Sem adversários no pesadíssimo, o atleta da FP Team beliscou o título no absoluto ao derrotar Rafael Paganini na decisão dos árbitros na finalíssima.

Veterana da arte, Fernanda Mazzelli conhece como poucas os tatames da CBJJ. E provou mais uma vez que se destaca entre as mais jovens. Sem rivais no superpesado, Mazzelli mordeu o ouro no absoluto depois de marcar 5 a 0 sobre Amanda Oliveira.

Novamente sem adversárias pela frente no superpesado, a casca-grossa fez frente à Natália Souza na decisão do aberto. Fernanda não conseguiu conter o ímpeto de Natália e viu a adversária fazer cinco vantagens para ficar com o ouro.

Para conferir os resultados completos do Betim Open 2022, visite aqui para os campeões com o kimono, e aqui para saber os medalhistas sem o pano.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.