Roberto Cyborg, Amy Campo e os destaques do Mundial Sem Kimono

Share it

Cyborg na semifinal do Mundial Sem Kimono 2019 contra Devonthe Johnson. Foto: Blanca Marisa Garcia

Último evento do calendário da IBJJF no ano, o Mundial Sem Kimono 2022 será disputado de 8 a 11 de dezembro, em Anaheim, na Califórnia. O torneio conta com nomes consagrados do Jiu-Jitsu, caso de Victor Hugo Costa, Henrique “Ceconi” Cardoso, Adam Wardzinski, Gabriel Arges, Servio Tulio, Celso Venicius, e jovens prospectos da nova geração, como Andy Murasaki, “Bebeto” Oliveira e Dante Leon.

Atual campeão absoluto do Mundial Sem Kimono, Pedro Marinho não estará em ação no campeonato, mas garantiu antecipadamente a primeira posição do ranking sem kimono da IBJJF. O atleta da Gracie Barra contabiliza 666 pontos e não pode ser ultrapassado por outro atleta.

Com 11 atletas confirmados na divisão, o pesadíssimo é a categoria menos populosa do torneio, mas promete briga acirrada pelo ouro. Roberto “Cyborg” Abreu, no auge de seus 41 anos, está confirmado na disputa e tentará defender o título da divisão. Um forte candidato ao trono de “Cyborg” é o cearense Victor Hugo Costa, vice-campeão na edição passada e atual campeão mundial de kimono da divisão. Neste ano, os “Cyborg” e Victor Hugo se enfrentaram no ADCC e o veterano levou a melhor na decisão dos árbitros. O pesadíssimo conta com outros atletas de alto quilate e que podem surpreender, como: Roosevelt Sousa, Antonio Assef e Davi Cabral – atual campeão do Pan Sem Kimono.

Victor Hugo após finalizar Cyborg. Foto: Blanca Marisa Garcia

O superpesado está com o trono vago, já que o atual campeão Devhonte Johnson migrou para o peso pesado nesta edição. Vice-campeão no ano passado, Joseph Othmar, representante da BJJ Revolution Team, espera subir mais um degrau do pódio desta vez. Henrique “Ceconi” Cardoso, Fellipe Trovo, Adam Wardzinski, Jackson Douglas e Lucas Norat também são candidatos reais ao posto de rei.

Sem o campeão que brilhou na edição passada e conquistou o ouro duplo, o peso pesado conhecerá seu novo dono em breve. Trono vago, a divisão conta com campeões mundiais e atletas que disputaram o ADCC. Campeão da categoria de cima, Devhonte “Bones” Johnson promete fazer um pouso estrondoso entre os pesados. Terceiro colocado no ADCC 2022 e vice-campeão mundial no ano passado, o experiente Vagner Rocha é um dos nomes mais gabaritados a conquistar o ouro. No entanto, o hondurenho Elder “El Monstro” Cruz e o também brasileiro André Porfirio merecem olhos atentos no torneio.

O peso meio-pesado abrange um celeiro de craques e indica duelos acirrados do início ao fim. A categoria também está à procura de um novo campeão, porque Jeferson Guaresi desceu para os médios. Entre os destaques confirmados, pode-se citar Jonnatas Gracie, Francisco Lo, Gabriel Arges, Shane Fishman e Oliver Taza.

A história no peso médio não deve ser diferente. A chave conta lutadores tarimbados e os combates prometem intensidade máxima. A divisão engloba um pelotão de campeões, como Celso Venicius, Jeferson Guaresi, Marco Aurellio Queiroz, Servio Tulio, AJ Agazarm, Eduardo Avelar e Andy Murasaki. Estes atletas brigam pelo título vago da categoria, pois Hugo Marques não se inscreveu no evento.

Jeferson Guaresi está confirmado no peso médio do Mundial Sem Kimono 2022. Foto: Reprodução

Categoria mais populosa do evento, com 24 lutadores no páreo, o peso leve é certeza de emoção e embates frenéticos. Um dos principais nomes da divisão trata-se de Dante Leon. O atleta da Perigo Submisson Fighting o conquistou o título do Mundial Sem Kimono no peso médio, em 2019, e ficou com o segundo lugar no ano passado. Desta vez, Dante desceu para os leves rumo ao bicampeonato em categorias diferentes. Todavia, ele terá a árdua missão de superar exímios oponentes, como Daniel Campos, Joshua Cisneros, Alexandre Faria e Lucas Valente. Atual campeão mundial sem kimono entre os leves, Gianni Grippo migrou para os penas. 

A descida de Gianni Grippo para o peso-pena pode dar doses de emoção à categoria. O empolgante faixa-preta é bicampeão mundial na modalidade e resolveu se aventurar entre atletas mais leves. Conhecido por adaptar o berimbolo ao sem kimono, Gianni pode surpreender os adversários com seu arsenal de técnicas e ataques. Ele é um dos fortes concorrentes ao ouro, já que o atual campeão Diego Vago não disputou o torneio. O galês Ashley Williams, que disputou o ADCC 2022, Sam Mc Nally e Lucas Emanuel da Silva são outros destaques.

Uma das principais revelações da GFTeam nos últimos anos, Bebeto Oliveira terá a difícil missão de defender o título do peso-pluma. Há menos de dois meses, ele deu continuidade à ótima fase e conquistou a medalha de ouro no Pan Sem Kimono. Mesmo com o favoritismo carregado por Bebeto, a divisão conta atletas que podem desbancá-lo, como Lucas Pinheiro, Cleber Clandestino e Felipe Machado.

Assim como Bebeto Oliveira, Estevan Garcia espera repetir o feito do ano passado para manter-se no topo da divisão. O atual campeão dos galos terá como principais concorrentes Roiter Junior, vice-campeão em 2021, Coco Izutsu, da AOJ, e Osamah Almarwai. 

As divisões femininas contam com lutadoras de primeiro escalão na disputa. Caso da campeã mundial de kimono Bia Basílio, Tabatha Ricci, Elisabeth Clay, Melissa Stricker. O grande destaque entre as mulheres trata-se de Amy Campo, campeã da categoria acima de 60kg no ADCC e ouro duplo na faixa-marrom na edição passada do Mundial Sem Kimono.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.