Jhonny Loureiro e o poder da resiliência para vencer o absoluto no Mundial Master

Share it

Jhonny Loureiro, em foto de seu acervo pessoal. Foto: Reprodução

Atleta da Alliance, o faixa-preta Jhonny Loureiro se consagrou no Mundial Master, disputado entre os dias 1º e 3 de setembro, em Las Vegas. Após a derrota para Jaime Canuto no peso médio, Jhonny se reergueu e conquistou o absoluto do Master 1. Para conquistar o título no aberto, ele derrotou atletas gabaritados, como Ricardo Evangelista e Gabriel Procópio.

Em bate-papo com a equipe do GRACIEMAG.com, Jhonny Loureiro contou o que lhe motivou a vencer o absoluto depois da derrota no peso médio e relatou a sensação de se tornar campeão mundial no aberto.

GRACIEMAG: Qual foi a primeira coisa que passou na sua cabeça quando você venceu o absoluto do Mundial?

JHONNY LOUREIRO: Primeiro, agradeci a Deus por ter me sustentado e me abençoado até eu chegar naquele momento. Depois, fui dar um beijo e um abraço na minha família que estava presente, principalmente na minha mãe. Há pouco mais de três meses, me mudei para San Diego, onde fui muito bem recebido pelo pessoal da academia. Porém, fiquei longe da minha família, alunos, amigos e o que aperta mesmo o coração é ficar longe do meu filho.

O que esse título representa para você diante das adversidades que você passou até o campeonato?

Nesses últimos meses, alguns ciclos na minha vida se fecharam e outros se abriram, passei por muitos momentos de reflexão e de conversas com Deus para que ele me mostrasse o caminho, independentemente da minha vontade. Por isso, eu acredito que esse título tem um significado muito maior do que o resultado em si. Para mim, é como um recado divino: “Eu sei que não foi e que não está sendo fácil, mas esse é o caminho. Continua fazendo o teu melhor em todos os momentos do teu dia, mantenha o foco no que te faz crescer e persiga tua melhor versão.

Como você avalia o seu desempenho de uma forma geral?

Eu gostei bastante do meu desempenho, mas obviamente tenho muito a melhorar. O pessoal aqui na Alliance San Diego, liderada pelo Sensei Johnny Faria, tem um jogo muito agressivo e finalizador. Sempre busquei um jogo para frente com o objetivo de pegar, o Mário Reis sempre nos ensinou assim, mas aqui os treinos são intensos e a galera ataca de todos os lados. Com o passar do tempo, eu estou me tornando mais finalizador também, e isso me ajudou bastante. Consegui finalizar as cinco lutas na categoria.

O que foi determinante para você vencer o absoluto depois da derrota no peso médio?

Sempre gostei de lutar absoluto desde que eu era faixa azul. Meu sensei Mário Reis sempre nos motivou a lutar tudo e entender que o dia do campeonato é dia de guerra. Com isso, em dia de competição, eu procuro esquecer o mundo e viver o máximo possível aquele momento para poder evoluir em todos os aspectos. Já me preparei no camp visando o ouro duplo, mas fui parado pelo Jaime na final. Assim que terminou a premiação da categoria, eu desci do pódio e me escrevi no absoluto. Já passei por vários momentos de superação na minha vida, onde tive que ser muito resiliente para superar os desafios. Sei que essa virtude é muito forte, então independente do que aconteceu eu tinha um foco que era o ouro duplo. E eu iria dar o meu máximo para alcançá-lo.

Qual é o ponto mais forte do seu jogo que te faz sobressair em relação aos adversários?

Acredito que foi impor o meu jogo, senti que imprimi o ritmo da luta e coloquei em prática as minhas técnicas primeiro. Eu estava muito bem treinado fisicamente, mentalmente e tecnicamente. Fiz um camp maravilhoso, onde eu tinha todo os tipos de jogos e biotipos diferentes para me testar, isso me ajudou muito, principalmente no absoluto.

Quais são os seus próximos objetivos no Jiu-Jitsu?

Agora pretendo lutar o Pan e o Mundial Sem Kimono, da IBJJF. Estes são os dois próximos focos. Sempre aparecem alguns campeonatos ou lutas casadas nesse meio do caminho, se aparecer algo bom e que eu me sinta desafiado vou com tudo para cima.

Que recado você gostaria de dar ao leitor da GRACIEMAG que sonha em ser campeão mundial?

Dê o seu melhor em tudo o que você fizer, aproveite as oportunidades e esteja pronto para elas. Descubra o seu potencial, se conheça, mantenha-se firme no seu melhor e faça acontecer. Para cima, sempre!

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.