Do baú: aprenda com Léo Vieira x Eddie Bravo no ADCC 2003

Share it

Em 2003, Leonardo Vieira era conhecido como um destemido peso leve que adorava aprontar nos absolutos, em especial nos campeonatos paulistas, em que botava um certo terror nos gigantes do peso pesado.

No Jiu-Jitsu sem kimono, no entanto, Leozinho ainda procurava seu lugar no topo do pódio.

No ADCC 2000, o lutador carioca havia sido protagonista de um dos momentos mais emocionantes do evento, ao enfrentar de igual para igual o gigante do MMA Mark Kerr, no absoluto – no meio da luta, Leozinho imitou um gorila para provocar o americano. No fim, contudo, Kerr venceu nas vantagens.

No ADCC 2001, Léo voltou animado à categoria 77kg, mas foi eliminado pelo xará Léo Santos (Nova União). Por isso chegou ao Ibirapuera com tudo isso na garganta. Era hora de provar seu valor.

Mais tático e mais preparado, e diante de sua galera, Leozinho baixou para o peso 66kg e aí sim foi impecável. O pupilo de Romero Jacaré finalizou Allan Teo, goleou em pontos um jovem Rani Yahya e, na semifinal, colidiu com a sensação Eddie Bravo, que nas quartas acabara de finalizar o tricampeão do ADCC Royler Gracie, com um fulminante triângulo.

Pois Leozinho tratou de espantar a zebra: passou guarda, deu cambalhota para atacar as costas, ficou por cima e deu um espetáculo, nos tapetes do Ibirapuera. Na final, Vieira venceria o havaiano Baret Yoshida.

Confira e estude seu jogo sem kimono com este clássico, ocorrido há quase 20 anos.

Hoje respeitado treinador da Checkmat, Leozinho se tornaria bicampeão do ADCC, com os troféus de 2003 e 2005.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.