Braulio Estima e a teoria da bola de neve no Jiu-Jitsu

Share it

A fera Braulio Estima, professor da GB na Inglaterra. Foto: Ivan Trindade

Certa vez, nossa equipe investigava sobre os segredos da montada com mestres tarimbados e célebres campeões do Jiu-Jitsu.

Ao contactar Braulio Estima, astro da Gracie Barra e hoje professor na Inglaterra, ouvimos a seguinte lição, útil para o mais novato faixa-branca até o mais ferrenho competidor faixa-preta.

“Meu conceito de Jiu-Jitsu é baseado na bola de neve”, explicou Braulio, exímio esquiador por sinal. “Se você tentar parar uma bola de neve lá embaixo da montanha, vai tomar um tranco e tanto.”

O famigerado Carcará então concluiu:

“Se você se adiantar e anular o problema quando ele ainda está começando a crescer, nas primeiras etapas, você consegue com um peteleco, sem nenhum sofrimento. No caso da montada ocorre a mesma coisa. Quando você está por cima, montado, o primeiro passo do oponente para escapar é aquele cotovelo, que ele precisaria para repor a meia-guarda ou dar o upa. Como faço para anular aquele cotovelo, e não deixar a bola de neve crescer e me derrubar da montada? É simples. Puxo o cotovelo dele para cima da minha perna. Depois disso, você vai pensar em mantê-lo desconfortável, gradualmente, até a finalização”.

E você, pensa no seu jogo como uma bola de neve? Bons estudos.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.