7 dicas de Rodrigo Cavaca para não perder para si mesmo no Jiu-Jitsu

Share it

Foto: Reprodução

Ir mais longe no Jiu-Jitsu, profissionalmente ou como amador, é sempre um desafio, que exige comprometimento e esforço contínuo. Munido da experiência que acumulou ao longo de anos competindo e ensinando a arte suave, nosso GMI Rodrigo Cavaca separou sete dicas para ajudar você, aplicado leitor, a trilhar o caminho do sucesso no Jiu-Jitsu.

Que tal mudar seus hábitos a partir de hoje? Confira com Cavaca e aprenda o que você tem feito de errado. Oss!

* Entre para o time GMI! *

1. Evite ambientes negativos: “Ambientes negativos nos empurram para a derrota, pois normaliza o ato de perder. Afinal, estamos rodeados de pessoas que perdem diariamente para elas mesmas e você acaba por viver no mesmo fluxo delas.”

2. Fuja de pessoas tóxicas: “Costumo dizer que é melhor andar sozinho e feliz do que com gente negativa. É fácil identificar se você está cercado por pessoas tóxicas – normalmente, são aquelas que te fazem revisitar o passado em vez de pensar o futuro. O passado serve apenas para trazer ensinamentos para os dias atuais e evitar que se cometam erros. Você deve se blindar de pessoas que vivem no passado.”

3. Selecione o seu entretenimento: “Você não tem de assistir ao que as pessoas querem que você assista. Você deve consumir o que você quer, um conteúdo que faça sentido para seu amadurecimento pessoal e profissional. É você quem controla isso.”

4. Saiba aonde você quer chegar: “Quando falo sobre ter uma direção, algumas pessoas acham que é banal. Não é: saber aonde você quer chegar é ter um objetivo em mente. É como diz o ditado, se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve. E esse ‘qualquer caminho’ pode ser a rota errada”.

5. Seja forte: “A direção sem a força também não serve de muita coisa, afinal, você precisa saber o que fazer e como agir para chegar aonde quer. Quer ser campeão? Ande ao lado de campeões. Quer ser bem sucedido? Junte-se a pessoas de sucesso. É assim que encontrará a força necessária.”

6. Planeje a longo prazo: “Um dos principais hábitos negativos é, sem dúvida, o foco no curto prazo, pois ele acarreta em falta de constância, disciplina e persistência no caminho certo. Quem atira para todos os lados não conclui o que começa, julgando como sortudos aqueles que alcançam seus objetivos. Já aquele que foca no longo prazo tem clareza de que está caminhando diariamente com direção e força.”

7. Não espere algo em troca: “Eu não tinha o hábito da generosidade, pois dava algo ao mundo esperando em troca. Porém, percebi que, ao dar esperando a retribuição, eu não estava dando de coração. Com essa percepção, você alcança a verdadeira generosidade e até o seu ‘bom dia’ fica diferente. Essa generosidade ajuda a vida a fluir melhor.”

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Rodrigo Cavaca (@rodrigocavaca)

graciemag_assine_barra

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.