Covid-19: a vacinação para professores de Jiu-Jitsu no Rio

Share it

Confira abaixo os detalhes sobre a imunização. Foto: Steven Cornfield

Através de um projeto de lei idealizado pelo vereador do Rio de Janeiro Marcelo Arar, foi iniciada nesta semana a vacinação contra o Covid-19 para professores de Jiu-Jitsu e outras artes marciais em conjunto com outros profissionais da educação. A inoculação se iniciou nessa segunda-feira, dia 24 de maio, e se estende até este sábado, dia 5 de junho. Neste período, instrutores a partir de 43 anos poderão receber a primeira dose do imunizante contra o Coronavírus em datas separadas por idade.

Para esclarecer detalhes sobre a medida, em vigor no município do Rio de Janeiro, GRACIEMAG entrou em contato com o vereador e faixa-preta de Jiu-Jitsu Marcelo Arar, que prontamente sanou nossas dúvidas sobre esta importante conquista para os praticantes da arte suave. Confira a entrevista e o calendário para vacinação abaixo.

GRACIEMAG: Como surgiu a ideia de interceder pelos professores de Jiu-Jitsu no calendário de vacinação?

MARCELO ARAR: Compreendemos que os exercícios físicos, e portanto artes marciais como o Jiu-Jitsu, são essenciais na luta contra o Covid-19. A partir deste raciocínio, idealizamos o projeto de lei para vacinar os professores e instrutores que estão à frente, promovendo saúde e bem estar para a população em um momento tão difícil.

Foi difícil conquistar a decisão favorável ao projeto? Qual foi o maior obstáculo?

Nenhuma decisão deste porte é fácil, é necessária uma análise conjunta sobre o momento que estamos vivendo. Foram quase dois meses de muitas reuniões com o comitê científico da Secretária Municipal de Saúde, mas nós conseguimos esta grande vitória, que é importante não só para os instrutores das artes marciais, mas para toda a população carioca, que precisa destes profissionais imunizados para exercer sua função de forma segura e ampliar a qualidade de vida na nossa sociedade.

Qualquer professor de Jiu-Jitsu pode se vacinar? Quais são os documentos necessários?

Sim, é preciso apenas apresentar um documento com foto, os três últimos contracheques comprovando a atuação do profissional e uma declaração da instituição em que o professor exerce sua função.

Datas específicas para imunização dos profissionais. Foto: Reprodução

graciemag_assine_barra

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *