Rodrigo Cavaca comenta os treinos de Belfort para o UFC: “Motivação de iniciante”

Share it
Rodrigo Cavaca no Mundial 2010. Foto: Ivan Trindade/ GRACIEMAG

Rodrigo Cavaca gosta de usar a 50/50 nas competições. Foto: Ivan Trindade/ GRACIEMAG

Campeão mundial de Jiu-Jitsu peso pesadíssimo (2010), Rodrigo Cavaca tem reforçado os treinos de solo de Vitor Belfort para o duelo contra Chris Weidman, marcado para 6 de dezembro em Vegas. A luta vale o cinturão dos médios do UFC, e o treinador tem visto no veterano astro do MMA um atleta com motivação de principiante.

“O Weidman é atlético, novo, tem as quedas como ponto forte e sabe chão. Está melhorando a trocação e psicologicamente vive um bom momento. Mas é um atleta como todos os outros, nada de diferenciado”, analisa o professor. “Mesmo com tantos anos de carreira, Vitor está treinando como um iniciante viciado em aprender, com a motivação e empolgação de quem deu o primeiro armlock ou o primeiro triângulo. É muito bom trabalhar com quem tem vontade de aprender”.

A parceria de Cavaca com Vitor aconteceu quando ambos treinaram juntos na academia do astro do UFC, localizada na Barra, no Rio de Janeiro.

Para Cavaca, o Jiu-Jitsu de Vitor hoje está no nível de outros campeões da arte suave no MMA, como Demian Maia, Robert Drysdale e Minotauro.

“Vitor conseguiu fazer o mais difícil, que é a transição do Jiu-Jitsu competitivo para o MMA. Poucos na história conseguiram isso. Vocês podem observar diversos campeões mundiais que tentaram e desistiram. Podem ter certeza que o Jiu-Jitsu dele é eficiente demais: calmo e objetivo. É em cima disso que estamos trabalhando. Estamos potencializando suas principais características, tornando-o mais forte e eficiente no que ele já faz de melhor. Em poucos dias, já pude ver uma absorção impressionante das informações que estamos passando a ele. O Vitor tem um Jiu-Jitsu afiado, assim como Minotauro, Demian e Drysdale”, afirma Cavaca.

“A única coisa que estou fazendo aqui é acrescentar detalhes que possam ajudar o Vitor a melhorar suas posições, deixá-lo cada vez mais forte e confiante em todos os setores do chão que ele cair – isso se ele cair, né! A relação do time está excelente, todos voltados para um único objetivo: o cinturão. Ele virá com fé em Deus”, aposta o faixa-preta.

Ler matéria completa Read more
There are 4 comments for this article

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *