Rousimar Toquinho é mais um nome entre os astros do ADCC 2013

Share it
Rousimar Toquinho na final até 88kg contra o campeão André Galvão: uma das melhores lutas do ADCC 2011, na Inglaterra. Foto: Dan Rod/GRACIEMAG

Rousimar Toquinho na final até 88kg contra o campeão André Galvão: uma das melhores lutas do ADCC 2011, na Inglaterra. Foto: Dan Rod/GRACIEMAG

O mais charmoso torneio de luta agarrada do planeta, o ADCC tem tudo para retornar ao Brasil este ano, exatamente uma década depois do marcante ADCC 2003 no Ibirapuera, em São Paulo.

Nem o local nem o card do ADCC 2013 foram definidos, mas especula-se que o evento principal seja novamente em São Paulo, em novembro.

No site do evento, os campeões da edição de 2011 estão confirmados, e o primeiro convidado já apareceu entre os nomes certos: Rousimar “Toquinho” Palhares, astro até 84kg do UFC.

Toquinho, que vem de duas derrotas no UFC, brilhou nos tapetes do último ADCC, na Inglaterra. O finalizador da BTT fez bom uso das suas quedas plásticas e das chaves de pé para superar Rafael Lovato, David Avellan e outras feras, e chegar até a final da categoria até 88kg.

As seletivas para o evento já estão acontecendo em vários países, e no Brasil a seletiva deverá ser em maio, no Rio de Janeiro.

Aguarde mais novidades aqui, no GRACIEMAG.com, e confira os nomes anunciados no site do evento.

Superluta:

André Galvão vs Bráulio Estima

Superluta Master:

Zé Mario Sperry vs Fabio Gurgel

Feminino:

– 60kg: Kyra Gracie

+ 60kg: Gabi Garcia

Masculino:

– 66kg: Rafael Mendes

– 77kg: Marcelo Garcia

– 88kg: André Galvão, Rousimar Toquinho

– 99kg: Dean Lister

+ 99kg:  Vinny Magalhães

Ler matéria completa Read more
There are 7 comments for this article
  1. Bruno Fugazza at 7:31 pm

    Galvão só faz a Super luta, não vai lutar até 88kg.

    Essa lista é dos atuais campeões, não dos nomes anunciados.

  2. Pedro Goston at 7:35 pm

    Acho uma tremenda injustiça o campeão absoluto da edição anterior não poder lutar nem a categoria. Não lutar o absoluto até tem lógico, já que se ele vencer de novo, teria de lutar "contra ele mesmo" 2 anos depois. Mas nem a categoria acho completamente sem sentido.

  3. Pedro Goston at 7:36 pm

    Acho uma tremenda injustiça o campeão absoluto da edição anterior não poder lutar nem a categoria. Não lutar o absoluto até tem lógica, já que se ele vencer de novo, teria de lutar "contra ele mesmo" 2 anos depois. Mas nem a categoria acho completamente sem sentido.

Leave a Reply to Pedro Goston Cancel comment reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.