Cabecinha da Mangueira fecha o ano em grande estilo no Jungle Fight

Share it
Marcos Vinicius Cabecinha x Bruno Emilia

Marcos Vinícius Cabecinha ataca Bruno Emília na luta principal do Jungle de domingo. Foto: Divulgação

Nem mesmo a chuva no começo o evento foi capaz de espantar o público, que lotou o Espaço Ferrini, em Paulo de Frontin, para a primeira edição do Jungle Comunidade, na noite de domingo, 23 de dezembro. O evento que botou em ação apenas lutadores de comunidades e é organizado pelo Jungle Fight, estreou com finalizações e nocautes.

Na abertura, Júnior Pará não deu chance para Alexandre Pinheiro. Sem muito esforço, Júnior esperou o momento certo, pôs para baixo e golpeou até a interrupção do árbitro. Na segunda luta da noite, Helio Antônio vinha melhor contra Bruno Mesquita, tomando a iniciativa do combate, porém foi surpreendido por um gancho no queixo e sentiu. Bruno ainda colocou mais um potente golpe para decretar de vez a vitória.

Na sequência, Fabrício Batista começou com tudo, tentando uma joelhada voadora, que passou no vazio, contra Rafael Pereira. Rafael passou a levar vantagem na trocação e Fabrício tentou a queda, mas acabou caindo por baixo. O confronto voltou para cima e Rafael acertou um duro soco em Fabrício que caiu. Depois, Rafael, que estava em pé, desferiu outro forte soco de cima para baixo em seu adversário, que apagou na mesma hora.

Depois, foi a vez de André Lourenço fazer bonito contra Evanderson Junior. Mesmo em desvantagem no início do confronto, André conectou um direto em cheio no rosto de seu oponente, que acusou o golpe e caiu. Por cima, André conseguiu ganhar as costas de Evanderson e encaixar o mata-leão decisivo. O quinto embate trouxe Fábio Queiroz contra Douglas Romeiro. Fábio precisou de menos de um minuto para sair vitorioso. Primeiro aplicou uma linda queda, depois usou seu Jiu-Jitsu, montando e finalizando com um armlock.

No penúltimo duelo do domingo, Yago Lopes começou com um potente soco em José Claudio, que respondeu com uma queda. Depois, o primeiro round quase que inteiro ficou com Yuri tentando encaixar um triângulo e José Claudio se defendendo. No segundo, José Claudio foi mais agressivo – ficou por cima batendo e ainda quase finalizou no mata-leão. O assalto seguinte foi parecido com o segundo. Yago ainda tentou um armlock da guarda, mas não conseguiu encaixar. A decisão ficou na mão dos jurados, que deram a vitória por unanimidade para José Claudio.

A última luta da noite trouxe a revanche entre o atleta da comunidade da Mangueira, Marcos Vinícius Cabecinha, e o lutador da comunidade da Rocinha Bruno Emília. No primeiro confronto entre os dois, Cabecinha havia levado a melhor.

No primeiro round, Cabecinha conseguiu duas quedas e ficou a maior parte do tempo batendo por cima, porém Emília quase surpreendeu em uma tentativa de armlock. No segundo, Cabecinha mais uma vez quedou seu adversário, mas Emília catou seu braço e mesmo por baixo desferiu inúmeros golpes no rosto de Cabecinha, que resistia bravamente. No último e decisivo assalto, o atleta da Mangueira botou novamente a luta para baixo, mas dessa vez não deu tanta brecha para Emília buscar a finalização. A responsabilidade do resultado de novo caiu no colo dos jurados e em decisão dividida, Marcos Vinícius Cabecinha foi declarado o vencedor.

Jungle Comunidade 1
Paulo de Frontin, RJ
23 de dezembro de 2012

Junior Pará venceu Alexandre Pinheiro por nocaute técnico aos 2min55s do R1
Bruno Mesquita venceu Helio Antônio por nocaute aos 2min35s do R1
Rafael Pereira venceu Fabrício Batista por nocaute aos 2min30s do R1
André Lourenço venceu Evanderson Junior por finalização aos 2min43s do R1
Fábio Queiroz venceu Douglas Romeiro por finalização aos 59s do R1
José Claudio venceu Yago Lopes por decisão unânime dos jurados
Marcos Vinícius Cabecinha venceu Bruno Emília por decisão dividida

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.