Cyborg recupera-se do joelho e quer lutar Seletivas de Miami e Havaí

Share it
Roberto Cyborg em foto de Dan Rod.

Roberto Cyborg em foto de Dan Rod.

O campeão de Jiu-Jitsu Roberto “Cyborg” Abreu está em recuperação de uma cirurgia no joelho, mas já tem data marcada para voltar a competir. O líder da Fight Sports, na Flórida, está confirmado na seletiva de Miami para o World Pro Jiu-Jitsu Cup 2013.

O curioso é que o faixa-preta já está classificado, por ter vencido sua divisão na seletiva de Nova York. Cyborg, no entanto, não quer perder a oportunidade de competir no quintal de casa.

Além da seletiva de Miami, em 9 e 10 de fevereiro, os atletas têm ainda as seletivas de San Diego, na Califórnia, em 26 e 27 de janeiro, e do Havaí, em 2 de fevereiro, para tentar viajar para os exóticos Emirados Árabes com tudo pago.

O evento principal é em abril, em Abu Dhabi. Para se inscrever para as seletivas, visite www.prosportsbjj.com.

O GRACIEMAG.com bateu um papo rápido com Cyborg sobre sua contusão e o aguardado retorno:

GRACIEMAG.com: Como foi a contusão e como está a reabilitação, Cyborg?

ROBERTO CYBORG: Pois é, rompi o menisco medial no meio do ano, no Mundial 2012, o que estava me incomodando muito e tirando muito do meu rendimento. Porém, como eu tinha vários seminários agendados e o Mundial Sem Kimono em novembro, preferi esperar. Foi legal, cumpri a missão do tetracampeonato mundial no-gi e depois fui fazer os reparos. Operei o joelho dia 18 novembro e com a graça de Deus estou fazendo fisioterapia desde o primeiro dia. É uma recuperação estilo Cyborg, muito mais rápida do que o esperado pelos médicos e fisioterapeutas…

Você se classificou para o WPJJC, em abril, na seletiva de NY, mas vai competir na seletiva de Miami, em fevereiro. Vai dar tempo de treinar?
Não terei tempo de treinar, não. O que estou fazendo é manter minha condição física com o Eduardo Ferrino, que é “o cara”. Ferrino vem fazendo minha preparação há anos e conhece bem meu corpo. Chegando lá com o corpo forte, o Jiu-Jitsu já está no sangue.

Por que lutar a seletiva mesmo já estando classificado?

Apesar de eu já ter garantido minha vaga e estar voltando de cirurgia, o WPJJC é um evento sério e vale a pena estar no circuito. Não tem como eu não competir o evento, já que é aqui no quintal de casa. Vamos entrar com nosso time de elite para conseguir o máximo de vagas possíveis para a equipe. E já viu um time atuar sem seu capitão? Onde há um general forte, não há soldados fracos. Tenho de puxar meus alunos. Além dessa seletiva, ainda estou pensando em ir lutar a seletiva do Hawaii. Tenho a sorte de ter grandes amigos naquele paraíso, então quero ir lutar lá aproveitar para curtir a natureza.

Quem quiser treinar com você, como faz?
Olha, eu queria convidar toda a comunidade do Jiu-Jitsu a visitar minha academia e treinar comigo em Miami. É só conferir o site da Miami BJJ Center  ou visitar meu site de ensino online, o www.bjjworldchampion.com. Agradeço a todos pelo apoio.

Ler matéria completa Read more

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *