Pupilo de Belfort, Durinho quer impressionar no WOCS

Share it

Gilbert Durinho nos treinos com Vitor Belfort. Foto: Divulgação.

O Combate transmite hoje, a partir das 21h, direto do ginásio da AABB no Rio de Janeiro, o WOCS 20. O evento conta com a disputa de cinturão peso leve da organização, entre Rogério Paraíba e Cyderlan Porco Louco, mas uma das lutas que mais chama a atenção no card traz um promissor lutador: Gilbert Durinho, pupilo de Vitor Belfort no MMA, que ganhou fama no Brasil como treinador do TUF Brasil, o reality show do UFC.

Durinho fez história no Jiu-Jitsu, campeão mundial com e sem kimono e vencedor do Abu Dhabi World Pro, outra competição valorizada na arte suave. Quando decidiu investir no MMA, o faixa-preta de Niterói passou a treinar com Vitor Belfort, em Las Vegas, e apareceu nas telas de TV por todo o país entre os treinadores da equipe de Vitor no TUF. Além de combates amadores, Durinho já venceu duas lutas profissionalmente. Se mantiver na nova modalidade o mesmo desempenho dos tatames, não vai ser nenhuma surpresa vê-lo, num futuro próximo, no Octógono do UFC. Mas, para isso, terá um caminho com muitos obstáculos, o próximo chamado Vinicius Boher, até então o oponente mais duro que já teve pela frente no cercado.

“É a primeira vez que luto no Rio de Janeiro, na minha terra, e com transmissão ao vivo para todo o Brasil através do Combate. No WOCS terei um adversário que vem de vitória e será a primeira vez também que enfrento um cara que é faixa-preta de jiu-jitsu, a minha principal habilidade”, comenta Durinho, que contará com as presenças de Vitor Belfort e do campeão do TUF Brasil Cezar Mutante em seu corner.

“Estou bem confiante. Não quero perder a minha essência na luta de chão, mas busco a minha evolução no MMA. Meu oponente também é experiente na trocação e tenho que estar preparado em todos os sentidos”, completa.

Para este evento, Durinho contou com ajuda de Cesar Guimarães Casquinha na preparação, faixa-preta de Carlson Gracie. No entanto, Belfort sempre está ao seu lado.

“O Vitor é quem me agencia, está por traz da minha carreira e me auxilia na parte técnica. Dessa vez, por conta do lançamento do livro dele e outros compromissos, não pode estar comigo todo o tempo, mas, mesmo assim, o trabalho foi perfeito. A primeira batalha é bater o peso, depois é só partir para a guerra!”, encerra.

O WOCS 20 também traz combates com feras como Alexandre Baixinho, que já se apresentou no UFC, e lutadores conhecidos no cenário nacional como Giovanni Diniz, Lucas Bob Esponja, Wendell Negão e Gustavo Coelho, ente outros.

Confira o card completo, com todas as lutas transmitidas pelo Combate:

WOCS 20
Ginásio da AABB, Rio de Janeiro
27 de julho de 2012

Rogério Paraíba x Cyderlan Porco Louco
Vinicius Bohrer x Gilbert Durinho
Daniel Abelha xGiovani Diniz
Guilherme Bomba x Wendell Negão
Alexandre Baixinho x Edersson Moreira
Lucas Bob Esponja x Antonouce Conceição
Gustavo Coelho x Hélio Antônio
Gersinho Conceição x Paulo Vitor
Thiago Marreta x Denis da Silva
Leandro Lele x Rodrigo Delegado

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Pingback: Pupilo de Belfort, Durinho quer impressionar no WOCS | SportSquare

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.