Pan de Jiu-Jitsu: o dia que Rafael Mendes esperava e outras histórias

Share it
Rafael Mendes finaliza Cobrinha no armlock

Rafael Mendes finaliza Cobrinha no armlock Foto: Ivan Trindade

O dia 1 de abril vai ficar na memória de Rafael Mendes.

Apesar de ser mundialmente conhecido como o dia da mentira, o que aconteceu nesse domingo, no último dia do Pan 2012, foi bem real, apesar de parecer inacreditável.

Desde 2009, quando se enfrentaram pela primeira vez, toda vez que Rafael Mendes e Rubens Cobrinha pisaram na mesma área de luta atraíram os olhos de todos e proporcionaram pelejas emocionantes.

O placar geral do confronto já era amplamente favorável a Mendes, mas faltava algo e Rafa sabia disso.

No ADCC 2009, o que faltava quase aconteceu, mas Cobrinha, sempre valente e incansável, resistiu.

Depois disso, veram uma série de duelos equilibrados, decididos nas vantagens ou por pequena margem de pontos.

Então, na final dos penas do Pan 2012, eles ficaram novamente frente a frente.

O que pretendia fazer com Cobrinha, Rafael já tinha feito com seus outros três oponentes no peso, inclusive o bicampeão mundial Mário Reis.

Rafael queria finalizar!

A luta se iniciou com os dois puxando para a guarda, parecia que cairia na conhecida troca de raspagens.

Mas, não.

Em um giro em busca das costas do adversário, Rafael capturou um braço.

O armlock já nasceu encaixado, mas você não finaliza um tetracampeão mundial e panamericano assim tão fácil.

Cobrinha usou toda a sua técnica e força para resistir, girando o corpo na tentativa de reduzir o arrocho.

A expressão do seu rosto, porém, indicava que a situação era crítica.

Em um dado momento, Cobra quase escapou, mas era apenas uma falsa bonança antes da tempestade final.

Girando o punho de Cobrinha, Rafael deu a torção derradeira e não restou outra alternativa.

A finalização era fato!

Saindo da área de luta, Rafel deixou escapar para André Galvão, que fazia as vezes de coach: “Falei que ia pegar, não falei?!”

Explicou a certeza depois: “Acho que essa foi a minha melhor atuação em campeonatos. Soltei meu jogo e busquei finalizações diferentes. Executei um Jiu-Jitsu moderno, que já está influenciando muita gente”.

Caio Terra, outro campeão do dia, intrometeu-se e afirmou:”Rafael é hoje, para mim, o melhor do mundo no Jiu-Jitsu! Treinei com ele e fiquei deprimido. Não consegui fazer nada. Acho inclusive que ele ganharia se lutasse o absoluto!”.

Outras histórias de Jiu-Jitsu no Pan

O Pan viu ainda a consolidação de dois nomes ascendentes: Marcus Vinícius Buchecha e Antônio “Cara de Sapato” Barbosa, pupilos de Rodrigo Cavaca que fecharam o absoluto e mandaram avisar que já estão prontos para lutar de igual para igual com os medalhões.

Kron Gracie saiu de Irvine com dois bronzes, no aberto e no médio, mas voltou a encantar a todos com um Jiu-Jitsu para frente, sem medo e sem amarras. Um jogo que inclusive o pune com derrotas por pontos cedidos na busca incessante da finalização. Se o filho de Rickson vier a equilibrar seu ímpeto de finalizador com um jogo por vezes mais estratégico, temperando isso com o imenso talento que tem, é certeza que os resultados passarão a fazer jús ao seu valor como lutador.

Kayron Gracie voltou depois de um ano longe das grandes competições por contusão e navegou tranquilamente no meio-pesado. Com a conhecida guarda quase intransponível e ataques justos, o Gracie ainda prometeu que quer alçar vôos maiores: “Lutar o absoluto é um objetivo meu! Talvez no Mundial eu entre”.

Bruninho Malfacine decidiu não lutar com a balança e se deu bem. O carioca entrou no pluma para se testar e saiu com o ouro pendurado no pescoço. Na final, bateu Guilherme Mendes em luta cheia de estratégia, mas prometeu que volta para o galo: “Joguei de acordo com o jogo dele, que é muito justo. Queria soltar, mas não consegui. No fim, tudo deu certo”.

Caio Terra definiu a final do galo como uma ação entre amigos. Brincando, disse: “Se eu perder para ele, vou ficar feliz, mas vou ficar mais feliz ainda se eu ganhar!”. Pensando na felicidade maior, Terra foi para cima de Rafael Barata e pegou no leg lock. Foi fácil lutar o galo sem Malfacine? “Malfacine está um nível acima dos outros, por isso nossas lutas são sempre equilibradas, mas não tem facilidade na faixa-preta”, analisou, agora sério.

Bernardo Faria estava ferido no domingo. Não fisicamente, mas em seu orgulho. O campeão mundial da Alliance perdeu a semifinal do absoluto no sábado para Cara de Sapato, mas não aceitou bem o revés: “Acho que fui vitima de um grave erro de arbitragem, mas reconheço o valor do Cara de Sapato, que já havia me derrotado antes”. Então, quando se encontraram de novo na final do superpesado, Faria sabia que o final tinha que ser diferente. “Fiz a mesma luta hoje que eu tinha feito ontem. Nossas lutas serão sempre equilibradas!” Se usou a mesma estratégia que no sábado, Bernardo foi mais eficiente no domingo. Perdendo de 5 x 0, pegou as costas duas vezes e com uma raspagem venceu por 10 x 5.

A final do leve foi um primeiro encontro! Leandro Lo nunca havia enfrentado Lucas Lepri. Uma raspagem deu o título também inédito ao paulista da Cicero Costha. O placar baixo revela que a luta foi estratégica e estudada: “Raspei no início e consegui evitar que ele me raspasse. Contra um atleta como o Lepri,, você não pode errar e ainda bem que eu não errei”.

A final do pesadíssimo apresentou uma situação estranha para Rodrigo Cavaca. Como Alexander Trans e Buchecha são da mesma equipe, mas não treinam juntos, o líder da Check Mat foi uma espécie de coach duplo. Ficou a maior parte do tempo em silêncio, mas de vez em quando gritava o tempo de luta em português e depois em inglês. Em alguns momentos, não se aguentou e deu instruções para Buchecha, afinal o brasileiro é seu pupilo. Quando Buchecha raspou no final para vencer, Cavaca apenas sorriu pela eficiência do aluno.

No médio, luta na 50/50 e pouca ação além das tentativas de se pegar um pé ou outro. Claudio Calasans raspou uma vez a mais do que Victor Estima e ficou com o bicampeonato. “Venci porque consegui imprimir meu ritmo e ficar na frente do placar o tempo todo. O Victor é muito duro”, analisou Calasans.

Confira abaixo uma galeria de fotos exclusiva das semifinais e finais da faixa-preta no Pan 2012

[flickr set=72157629361075946]

Fotos: Ivan Trindade

 

 

Ler matéria completa Read more
There are 25 comments for this article
  1. Renan Nascimento at 6:23 pm

    O bernardo faria é um chorão,ñ tem competencia pra ser campeao e sempre coloca culpa na arbitragem….Toma vergonha na cara bernardo,para de ser chorão e treine mais,e mude seu joguinho q todo mundo ja sabe,por isso q vc perde…

    • Diego at 6:52 pm

      O cara me sai do interior de Minas onde o jj n tem nem a metade do reconhecimento que encontramos nas grandes capitais nacionais; ganha as principais competições do esporte ao redor do mundo com uma raspagem q ele invento e ja levo todo mundo e vc me chama ele de chorão!!!!!!!!!!!

      Ele tava completamente certo, a arbitragem errou msm!!!

      Presta atenção rapaiz, veh a luta de novo e aprende!!! Vai treina playboy e o dia q vc fizer metade do que esse cara já fez pelo esporte se pode começar a abri a boca!!!!

      • Jack at 7:34 pm

        Diego, acho que milhares de brasileiros, falamos o queremos do futebol, dos jogadores e dos tecnicos, e não somos convidados a pegar o lugar deles…qdo voce tiver 80 anos e não puder correr atras da bola, voce ainda tera seu DIREITO sagrado de opinar sobre o futebol, mma, tenis, etc etc

        Bernando tem jogo manjado, é fregues de varios atletas, e infelizmente, esta cheio de respostas feitas =( com certeza, no dia que ele mudar um pouco, vai surpreender e sobrar no JJ!!! Creio nisso!!!

        Mas como vimos a reação anti esportiva do sensei Cobrinha diante do Andre Galvão, como couch do champeão Rafa Mendes, a Alliance não tem aplicado muito a lição da humildade, e saber perder.

        PS- GOSTEI muuiiiiito da reação do BF no domingo, apesar do seu jogo previsivel, ressucitou no meio da peleja e deu show, virando a mesa e tudo mais, sem depender de vantagens duvidosas, grito do tecnico, ajuda de ninguem, vitoria MAIUSCULA!!!

        Espero que ele lute assim no mundial!!! OSSSS!

        • Diego at 8:20 pm

          Concordo com tudo q vc colocou Jack!

          Minha indignação se obsta no modo desrespeitoso que o sabichão ali de cima se referiu a um grande lutador, que ao meu ver apesar de ter um jogo previsível é um dos caras mais raçudos q ta tendo e que bota a cara msm em várias competições durante o ano não pagando de estrelinha só em mundiais!!!

  2. Felipe Amorim at 8:37 pm

    sinceramente acho que já cansou essa historia de querer colocar na cabeça do filho do rickson, que ele tem que parar um pouco com o ímpeto da finalização, e administrar o placar, isso aí tendo o pai que ele tem, é conversa de entrar por um ouvido e sair pelo outro, não adianta…..agora a beleza do esporte para mim, está exatamente em um evento onde os lutadores mais leves se destacam como os mais técnicos, essa é a beleza do jiu-jitsu, a técnica sobrepujando a força. bárbaro!!!!deixo um dica: já que a gracie vai ter uma supercobertura do pan em suas páginas, por que não fazer um super especial com o rafael mendes, conselhos, treinamentos, aspecto mental…. fica aí a dica.

    • Jack at 6:37 pm

      Boa ideia !!!!!!!!!!! Vamos torcer para surgir mais atletas ousados, mais corajosos e menos burocraticos, menos amarrões menos lutadores de vantagens.
      Converso com muuuuuuuuuitos alunos da rede publica, amigos em geral, todos gostam do mma, e via de regra, não gostam do BJJ, nem o conhecem.
      Com lutas burocraticas, feias, travadas, amarradas, finais sem combate mas com “fechamento” o BJJ não vai voar na projeção, não vai ter espaco na tv, revistas etc

  3. Markinhosgracie at 9:00 pm

    atletas como kron e kayron gracie, cobrinha, irmãos mendes, mário reis, malfacine, bernardo faria, cara de sapato, bochecha, caio terra, megaton, myke fowler e outros feras estão de PARABÉNS, mas o rafael mendes merece uma capa da gracie pelo feito nesse pan!!!!!!!

    • Jack at 6:13 pm

      Alliance rules!!!! verdade, mas convenhamos, em termos de midia, espaço, repercussao, divulgacao, discussoes, aqui e na Califa- Kron Gracie e Rafa Mendes são mais destaque do que o melhor time, altletas fechando finais, o bi campeonato do Kyron Gracie, etc Suas lutas e medalhas ofuscaram todos ! TODOS!

  4. AdEvogado at 11:18 pm

    Concordo que o Bernardo tenha que variar seu jogo, dou todo o mérito para o Cara de Sapato que lutou muito bem; mas que o Múzio mais uma vez pisou na bola feio pisou, to tentando entender até agora aqueles dois pontos. É capaz de eu me inscrever até em alguma clinica de arbitragem da confederação só para alguém me explicar

  5. Paulo Moreno at 7:55 am

    Rafa Mendes, caminha para tornar-se o maior competidor desta era ..
    Se não pela fato de sua determinação infinda, ou pelo seu talento excepcional; a verdade, é que dificilmente veremos alguém como ele; apesar de saber que o jiu jitsu de hoje não comporta mais heróis tais como (Rickson, Royler, Léo Vieira, Rubens Charles)homens que no passado foram praticamente imbatíveis;acredito que o Rafael está galgando caminhos elevados no jiu jitsu…
    Rafael Mendes representa o tipo de pessoa que é acima da média, homens que nasceram para quebrar paradigmas …
    osss

  6. Pingback: Pan de Jiu-Jitsu: o dia que Rafael Mendes esperava e outras histórias » MMA VALE
  7. Jairo Soares (Alliance) at 10:02 am

    Poxa esta dificil de achar alguem para fazer frente com o Rafael Mendes,sera que esta para nascer alguem com tamanha dedicação.Ou sera que o cara é sobrenatural.Espero que o Cobrinha não desanime depois deste revez,pois ele é um grande atleta,e uma inspiração para muitos,um verdadeiro guerreiro(warrior)

    • Jack at 6:31 pm

      Verdade Jairo!!!! Rafa esta demais !!! mas assim como uma massa pediu para o Barral não aposentar tão cedo, Cobrinha ainda vai dar muitas alegrias para o esporte sem duvida!!!!! OSS!

  8. Luã at 1:11 pm

    ENQUANTO MUITOS ESTAVAM EM CASA ASSISTINDO E FALANDO BESTEIRA NA INTERNET BERNARDO ESTAVA LA REPRESENTANDO ENTÃO PARABÉNS BERNARDO OOOS

  9. juliano at 1:14 pm

    CAPA DA GRACIE PRO RAFA MENDES, PELO SEU FEITO NESTE PAN, NÃO SÓ PELA LUTA DO COBRINHA, MAS SIM POR TODAS, POR TODO O CAMPEONATO!! ELE ESTA , É E VAI CONTINUAR SENDO SUPERIOR! NADA MAIS JUSTO!

  10. Flavera_jitsu at 2:18 pm

    rapá…….não sei,o cobrinha tem jiu jitsu pra ganhar do mendes mas talvez o jogo não case mesmo sei lá o rafa e fera mesmo. sobre o krom é questão de tempo, pode apostar é só ele azeitar o jogo valeu.

  11. Rodrigoregis at 9:26 am

    Interessante… O kron mesmo não ganhando nada, sempre divulgam notas enormes a respeito dele, e tem vários campões que não sai nenhuma linha.Que ele tem o jiu-jitsu isso, aquilo… Cara tem que ganhar pra ter tanto elogio assim.

    • Jack at 6:29 pm

      Concordo com voce mas, duas medalhas de bronze não é pouca coisa, e na verdade, todo mundo presta atençao nele, torcendo a favor ou contra, a medida que ele avança (ou cai) o povo sente que é isso que o esporte deveria focar- uma luta mais para frente, menos burocratica, uma disputa mais emocionante!!

      Ele e Rafa Mendes brilharam na midia e nos forums mais que muitos champs, mais que outras conquistas! Ofuscaram ate o bi do Kayron!

      Como não temos teste anti doping, medicos, fisioterapeutas, etc vivem me falando que nossos “herois” podem “cair a qualquer hora” =(
      e no ritmo das lutas burocraticas, amarradas,sem emoção, provavelmente o BJJ nunca tera o espaço merecido na tv, seja no canal pago, menos ainda no aberto.

      Não sou necessariamente fã do sensei Rickson, sou mais o sensei Renzo Gracie! OSS!!

  12. Leo at 10:49 am

    Parabens Rafa Mendes!!!!!nao da para deixar de parabeniza-lo pelo feito no Pan!Serve tambem de cala boca para muitos!!!!!Mostrou que veio para ficar!Foi senssacional!
    Bernardo Faria,parabens a vc tambem cara!osssssssss

  13. Daniel at 1:02 pm

    É lamentável lutadores de jiu jitsu e seus professores acharem que nenhum espectador tem o direito de tecer comentários sobre as lutas. Se não gostam que ninguém fale nada, voltem ao jiu jitsu de alguns anos atrás, sem cobertura nenhuma, apenas com familiares indo prestigiar suas lutas, sem patrocínios etc.

    • Jack at 6:18 pm

      Otima colocação! Parabens a GM pelo espaço democratico, publico e esclarecedor!! Nestes tempos de internet, todo mundo tem que estar aberto a elogios e criticas, sempre com respeito!

      Falando em divulgação, patrocinios, a Sportv 2 estava passando Mundial de Curling (!) o dia todo!!! um esporte nada a ver com nossa realidade tropical, nenhuma tradição aqui etc etc Poderiam negociar com a Budo Videos, federações, e transmitir o Pan Ams!

  14. Felipe Amorim at 6:01 pm

    rafael mendes representa a troca de guarda na categoria do cobra, só isso… idade…. cobrinha fechou um ciclo com chave de ouro, daqui há pouco aparece um novo rafael mendes e finalize o atual, e assim vai….

  15. Rio claro at 10:28 pm

    Falem o que for, Rafa Mendes anda apresentando uma carreira exepcional, mostrando um JJ admirável. Pela humildade e simpatia, creio que ele ja ultrapassa esses grandes nomes (Cobrinha), e claro, pelas lutas apresentadas.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.