Jiu-Jitsu a serviço da diplomacia

Share it

Noite de Jiu-Jitsu no Líbano. Na foto, Al Abadi, Daniel Hilal, Rima Saade (do setor cultural da embaixada brasileira), o ministro consular Roberto Gabriel Medeiros e a faixa-roxa Ghalia Smith.

A embaixada brasileira no Líbano promoveu no último dia 31 de outubro uma noite brasileira na histórica e turística cidade de Byblos. O evento teve demonstrações de capoeira, samba e, claro, de Jiu-Jitsu.

A arte se fez presente através de apresentações comandadas pelos faixas-roxas Ali Al Abadi e Ghalia Smith.

A aproximação do Jiu-Jitsu com a embaixada se deu através de Tareq Smith, esposo de Ghalia e faixa-preta de Aikido. Tareq acha importante a chancela da representação brasileira, uma vez que o Jiu-Jitsu é uma forma de expressão do estilo de vida do povo brasileiro.

“Brasil e Líbano são países muito próximos, já que a maior colônia libanesa está no Brasil. Os libaneses têm adoração pelo Brasil, acho importantíssimo que a embaixada possibilite ao nosso povo o conhecimento da arte suave”, resume Tareq.

Ghalia demonstra a chave de braço.

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Leave a Reply to fred Cancel comment reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.