Conhecer as regras capacita o atleta a ler a luta, ensina Thiago Andrade

Share it
Quem estuda as regras é capaz de antecipar o risco de levar uma punição e garantir uma vantagem nos muitos confrontos que se decidem nos mínimos detalhes, explica o professor da GFTeam no Porto. Fotos: Divulgação

Quem estuda as regras é capaz de antecipar o risco de levar punição e garantir a vantagem nos muitos confrontos que se decidem nos mínimos detalhes, explica o professor da GFTeam no Porto. Fotos: Divulgação

Estar por dentro das regras do Jiu-Jitsu é fundamental, seja para o professor que pensa nas aulas e treinos, seja para o aluno, que pensa em competir ou simplesmente quer entender melhor os conceitos da arte marcial.

É o que explica Thiago Andrade, faixa-preta da GFTeam que hoje conta com sete anos de experiência como árbitro em alguns dos principais eventos e federações do esporte.

Para o professor, nosso GMI em Portugal, sabê-las com clareza pode ser o detalhe decisivo para se colocar mais próximo da vitória  – enquanto ignorar as regras ou não fazer questão de estudá-las é o caminho certo para a derrota.

Em tempos atuais, reforça o treinador da GFTeam no Porto, em que os grandes eventos muitas vezes aplicam regras distintas na pontuação e nas punições, o estudo passou de item aconselhável para ser simplesmente uma obrigação do atleta e do treinador que sonham subir ao pódio.

“O estudo da regra nos leva a estudar melhor as técnicas do Jiu-Jitsu e, consequentemente, a aprender ainda mais”, resume Thiago Andrade. “Gosto de arbitrar sempre que posso. Isso me permite ampliar meus conhecimentos, dimensões e pontos de vista dentro dos combates e do esporte. Além disso, isso me faz adquirir mais conhecimento sobre como as regras visam a preservar a integridade dos atletas. Então isso contribui muito com meu trabalho técnico e tático para competições.”

Para Andrade, o melhor cenário seria a unificação das regras, o que hoje é uma utopia cada vez mais distante, com eventos como o Mundial, o ADCC e os torneios nos Emirados com regulamentos diversos:

“No meu ponto de vista, para o melhor conhecimento das regras, talvez fosse mais interessante termos um único sistema”, comenta o professor brasileiro radicado em Portugal. “Acredito que isso evitaria os equívocos e confusões tão comuns por parte de atletas e treinadores. Entretanto, isso faz com que a atenção às regras tenha de ser ainda maior, para que não se confunda as regras de uma federação e outra. É preciso estudar e entender as regras até que se tenha um entendimento claro, seja para competir ou ensinar”.

“São muitos os casos de competidores que, apesar de técnicos e habilidosos, deixam vitórias escapar por não terem o conhecimento amplo das regras”

Prof. Thiago Andrade (GFTeam Porto)

O professor detalha, ainda, como o conhecimento das regras ajuda o competidor a lutar com a mente livre de dúvidas e ter mais chances de faturar a medalha:

“Em primeiro lugar, o atleta que entende as regras do jogo amplia sua compreensão do combate em termos do caráter progressivo dos objetivos, da necessidade de se defender de costas no chão até a posição suprema da montada, por exemplo. Serve, ainda para a pessoa se conscientizar sobre como a regra ajuda a preservar a integridade física de quem luta. No âmbito competitivo, o amplo conhecimento da regra é crucial na hora de conquistar ou garantir o resultado positivo, pois aumenta a visão tática do competidor, abre possibilidades para pontuar e evita possíveis punições. Quem sabe ler a luta já antecipa o risco de levar uma punição ou mesmo garantir uma vantagem naqueles confrontos que se decidem nos mínimos detalhes. São muitos os casos de competidores que, apesar de técnicos e habilidosos, deixam vitórias escapar por não terem o conhecimento amplo das regras”.

Thiago dá sugestões ao leitor que quer se atualizar sobre as regras mas não consegue:

“Antes de mais nada, é imprescindível procurar estudar e acompanhar as regras por meio dos cursos oficiais, além de seminários e workshops de profissionais experientes”, indica o professor. “Além disso, é importante vivenciar isso dentro das escolas, com o reforço e conversa sobre as regras no dia a dia das escolas, no ensino e no treinamento. Na GFTeam Porto, além de ensinarmos cada técnica com base nas regras, sempre fazemos workshop sobre os regulamentos e detalhes técnicos e regulamentais antes de cada competição, para que nossos atletas fiquem blindados diante de surpresas”, encerra o faixa-preta.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.