A 1ª aula de defesa pessoal ninguém esquece… Com Carlos Cobrinha

Share it

Cobrinha passou seus truques para executar com eficiência a guarda-laço. Foto: Reprodução

Um dos maiores dilemas do Jiu-Jitsu hoje, nas academias de todo planeta, é:

Como voltar a valorizar a defesa pessoal, essência do Jiu-Jitsu e um sistema de técnicas que vale ouro para o indíviduo, e manter as aulas em grupo como as equipes costumam ministrar?

Para o professor Carlos “Cobrinha” Ozório, carioca radicado em Portugal, uma das maneiras mais simples de revalorizar a defesa pessoal é incluí-la sempre nas aulas, de modo dinâmico. Com isso, ele garante que a técnica de competição tenha sempre um paralelo com as técnicas de proteção nas ruas.

“A defesa pessoal não pode e não deve cair em desuso”, prega Cobrinha. “Em nossa academia, todos os alunos aprendem as técnicas de campeonatos, regras e pontuações, mesmo se o aluno jamais pensar em competir. Mas a essência do Jiu-Jitsu requer que o praticante evolua nos treinos de forma a saber se defender e evitar situações que o coloquem em desconforto e perigo. Por isso, a cada exposição técnica, sempre que possível procuramos traçar um paralelo da técnica ensinada a uma situação real de defesa pessoal. Dias específicos de defesa pessoal são importantes e precisam existir, mas criar este paralelo nas aulas ajuda o próprio competidor a ter essa percepção de forma mais clara”, explica o professor.

Neste sentido, o professor Cobrinha gosta muito de ensinar o Jiu-Jitsu sob a forma de progressões, isto é, do zero até a finalização.

“É o que apelidamos de serviço completo! Quando evoluímos do zero à finalização, percebemos melhor a distância, o modo de derrubar, dominar, estabilizar e, claro, levar o oponente a dar os três tapinhas. Agrupamos todos esses movimentos e técnicas numa certa sequência. É a ordem natural que funciona numa competição, mas também numa situação em que precisamos colocar em prática as técnicas para nos defendermos”.

Recentemente o fundador da Carlos Cobrinha BJJ, em Vila Nova de Gaia, participou do programa “Identity”, em Portugal, onde mostrou um pouco do seu sistema. Foi uma primeira aula de defesa pessoal para o apresentador, inesquecível como toda primeira vez.

“Estive com o Diogo Inácio, um apresentador local que vem fazendo um trabalho muito importante na divulgação dos esportes por aqui”, lembrou Cobra. “E foi uma honra mostrar um pouco do nosso Jiu-Jitsu”. Confira e aprenda com o faixa-preta, e divirta-se com o valente faixa-branca.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.