10 dicas de Isaque Paiva para você evoluir no Jiu-Jitsu

Share it

1- É preciso estudar, tornar-se um CDF em Jiu-Jitsu. Mas esse estudo precisa ser prazeroso, uma atividade que deixe você mais entusiasmado a cada dia. Se o estudo representar uma atividade chata para você, ela não vai durar muito tempo. Lembre-se, Jiu-Jitsu é longo prazo. 

2- Não adianta simplesmente treinar. Você e o seu mestre precisam programar treinos efetivos, de acordo com os seus objetivos na arte suave. Se você quer se tornar um grande campeão, é preciso treinar de acordo com essa meta. Você não deve treinar para simplesmente se sentir cansado, entende? É preciso treinar para se tornar mais técnico e eficiente. 

3- Tenha uma rotina equilibrada, na qual você consiga encaixar de forma harmoniosa os momentos de treino, de lazer, de descanso, de alimentação, de preparação física. Ser desorganizado, com uma rotina caótica, vai comprometer o seu rendimento de uma forma geral. 

4- Esportes como o wrestling e judô contribuíram muito na minha evolução e se forem bem supervisionados podem complementar o rendimento dos praticantes e atletas de Jiu-Jitsu. Tenha mente aberta para absorver novos conhecimentos. 

5- Sempre mostre respeito pela sua família, pelos seus professores e pelos seus parceiros de treino. A vida de um lutador não é uma jornada individual, é uma missão que envolve uma coletividade, é preciso unir forças e não se isolar. 

6- Saiba dosar a afobação e a ansiedade. No início da carreira eu não tinha muita orientação de treinos mais voltados para competição e conforme acontecia a competição eu ia fazendo a inscrição, correndo atrás de patrocínio e buscando treinos de competição em vários lugares, não tinha um planejamento de treinos específicos e estratégias para competir, eu não fazia um planejamento de como direcionar a carreira, cheguei a participar de 32 competições em um ano. Um exagero, que simplesmente poderia ter me atrapalhado com lesões graves. 

7- Aprenda a dar aulas. Transferir conhecimento, ensinar Jiu-Jitsu agrega na vida de um modo geral. Só desperta a paixão de aprender quem tem a paixão de ensinar! 

8- Conheça as regras dos campeonatos. Uma das grandes lutas que fiz na vida foi na Seletiva Abu Dhabi em Gramado, em 2012 , contra o Bruno Frazatto. O juiz queria me desclassificar por eu ter saído do tatame durante a comemoração, a regra havia acabado de mudar em relação a isso. Foi um grande susto, porque eu tinha ganhado a luta por finalização, mas acabaria perdendo pois a regra havia mudado. 

9- Estude inglês. Isso vai ajudar muito quando a sua trajetória no Jiu-Jitsu levar você para fora do Brasil. 

10- Tenha sempre um mantra motivacional ao qual você possa recorrer nos momentos difíceis. Um que tenho usado muito é: “Minha mente faz o que meu coração acredita”. 

 

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.