Marcio de Deus: Gabi Pessanha já virou fonte de inspiração no Jiu-Jitsu

Share it
Professor Marcio com Gabi Pessanha no topo do pódio após o Mundial 2021. Foto: Acervo Pessoal

Professor Marcio com Gabi Pessanha no topo do pódio após o Mundial 2021. Foto: Acervo Pessoal

Após a euforia e muita comemoração e cantoria em Anaheim, Marcio de Deus está sentado quieto em sua poltrona, revivendo tudo que passou no fim de semana de 11 e 12 de dezembro.

O professor da Infight está no aeroporto em Nova York, na escala do voo da Califórnia para o Rio de Janeiro, juntamente com a campeã absoluta Gabi Pessanha. A pedido de nossa reportagem o professor carioca refletiu sobre o triunfo da jovem pupila de 21 anos, campeã no peso superpesado e no absoluto logo em seu primeiro Campeonato Mundial da IBJJF.


GRACIEMAG: Como o ouro duplo e a campanha arrasadora da Gabi Pessanha podem inspirar e multiplicar outras jovens campeãs no Rio de Janeiro, quiçá no mundo todo?

MARCIO DE DEUS: Tenho convicção que a Gabrieli inspira muitas pessoas, não apenas as jovens lutadoras mas muito mais gente. A história dela é bonita demais, nosso trabalho dentro de uma comunidade, o relacionamento dos professores com os alunos, a ética dela como atleta e sua dedicação, sua confiança em mim como treinador, isso tudo reforça um lado do Jiu-Jitsu que vem de longe, da aluna que é formada pela academia, continua lá até a faixa-preta e conquista seus sonhos. Certamente isso vai inspirar muitas meninas, e já está inspirando. Na nossa academia, a Infight na Cidade de Deus, fizemos uma campeã mundial faixa-roxa também, a Maria Cláudia. Tenho certeza que a Gabrieli foi uma das principais fontes de inspiração para ela e outros competidores.

Como estava a cabeça da Gabrieli antes da guerra contra a quase xará Gabi Garcia?

Bem, a gente sabe que a Gabi Garcia é uma lenda do nosso esporte, mas a verdade é que lutador ou lutadora que entra ali precisa querer mais. O nosso sonho é o nosso sonho, e foi para isso que ela trabalhou arduamente por todos esses anos. Então acho que ela estava com a cabeça muito boa antes da luta, válida pela semifinal do peso e que valia a vaga na final. Ela sabia o que queria e o que iria fazer. O nervosismo e a adrenalina na hora de entrar lá existem, mas ela estava muito bem preparada para o campeonato todo, tanto física como mentalmente. O pique da Gabi de treino, o estudo tático e estratégico dela estavam muito certinhos, não só para enfrentar a Garcia mas para qualquer adversária, no peso e no absoluto. Desde o World Pro ele vinha muito bem, e só mantivemos o trabalho. Ela não fez nenhum tipo de preparação específica para enfrentar a Gabi Garcia. E graças a Deus tudo deu certo.

E nas finais, mais dois reencontros empolgantes contra a capixaba Yara Soares, também uma peso superpesado de muita técnica e ótimos resultados. Como você analisaria a final do peso, que abriu a noite das finais, e a última luta, que fechou o Mundial 2021?

A gente sabe que a Yara hoje é a maior adversária da Gabrieli. Ela possui muita qualidade técnica, uma envergadura maior que a Gabrieli e posições muito fortes. Mas ao meu ver foi a melhor exibição da Gabi de todos os tempos, especialmente contra a Yara. Ela dessa vez conseguiu impor muito bem seu jogo, seguiu a estratégia certinha e sem dar espaços. E nas duas lutas. Foi incrível, ela não passou nenhum momento de perrengue nem de aperto durante os combates. Acho que a força mental da Gabi estava muito firme e foi decisiva, além do apoio barulhento de nossa torcida ali da plateia, com menção especial aos alunos da nossa filial TMDHouse na Califórnia, com meu filho Vitão. Estamos em êxtase ainda, e muito felizes com tudo que está acontecendo.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.