Médico casca-grossa da GFTeam vence outra no Jiu-Jitsu

Share it
Assef, o Dr. Porrada. Foto de Milena Maldonado / Divulgação

A fera Assef, o Dr. Porrada. Foto de Milena Maldonado / Divulgação

Em paralelo a sua rotina como médico em seu consultório e no atribulado hospital Lourenço Jorge, no Rio de Janeiro, Antonio Assef, o popular “Dr. Porrada”, mantém seus treinos de Jiu-Jitsu durante a semana para competir nos principais torneios da Confederação Brasileira de Jiu-Jitsu (CBJJ).

No último fim de semana, em Balneário Camboriú, no sul do Brasil, o faixa-preta da GFTeam brilhou na divisão pesadíssimo, depois de vencer uma luta e fechar com o companheiro Otavio Nalati (Guigo).

Antônio, que conquistou títulos marcantes como o Rio Winter Sem Kimono, onde venceu peso e absoluto, o Sul-Americano e agora o BC Open, ensina como aliar a rotina de médico com a de um atleta profissional.

“Peguei a faixa-preta no mesmo mês que conquistei meu diploma de medicina”, diz Assef. “Comecei a trabalhar na área e mantive as duas paixões. Os treinos de Jiu-Jitsu me ajudam a aliviar o estresse, a ser mais saudável e ter mais disposição quando chego ao consultório. Se ninguém ainda fez esse feito ainda, serei o primeiro faixa-preta a mostrar que é possível ser médico e campeão. Tenho uma equipe no consultório que me ajuda bastante a ter um tempo durante a semana para treinar e fazer minha preparação física. Eles têm grande importância. Ainda reservo tempo para fazer cursos e estudar para ficar atualizado com a medicina. São muitos títulos na faixa-preta e vem muito mais por aí”, detalha ele, que costuma treinar no CT Honório, no Recreio.

Medicina e Jiu-Jitsu é uma paixão de muitos. Na Gracie Barra, houve a fera Bruno Fernandes, grande oftalmologista e professor de Jiu-Jitsu de Georges St-Pierre em Montreal. Mas o médico da GFTeam quer se consagrar, e já começou sua preparação para as seletivas do ADCC, charmoso torneio de lutas agarradas. As seletivas serão em Balneário Camboriú, em janeiro, depois, em São Paulo, em fevereiro.

“O ADCC é meu maior sonho e estou me dedicando intensamente para a seletiva com treinos de wrestling, preparação física e aquela maromba que não pode faltar (risos). E, claro, muito e muito Jiu-Jitsu. Meu camp será com alguns dos melhores grapplers do país e vou falar disso em breve. Vou chegar bem mais forte, mais dedicado e com mais vontade! Estou me organizando melhor para treinar mais e com mais qualidade, corrigindo umas manias ruins também! Certamente vem mais disposição por aí. Podem esperar um Assef com mais vontade de brigar pelas competições”, encerrou o Dr. Porrada.

Ler matéria completa Read more

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.