As dicas de Bárbara Pires para mulheres iniciantes no Jiu-Jitsu

Share it

Além dos mundiais, Bárbara traz nove títulos sul-americanos e seis nacionais para o time dos GMIs. Foto: Acervo pessoal

Faixa-marrom pela Checkmat, a bicampeã mundial de Jiu-Jitsu Bárbara Pires chegou para integrar o time de feras do Graciemag Indica. Competidora assídua, Bárbara não é estranha aos desafios do Jiu-Jitsu e superou, no início de sua carreira, o rompimento de quatro ligamentos no joelho, lesão que resultou em duas cirurgias e uma janela incerta de retorno aos tatames.

Apesar dos percalços, Bárbara acredita que quanto maior é a dificuldade, maior a vitória. Com isto em mente, ela separou seis dicas para ajudar atletas do sexo feminino a se adaptar melhor ao Jiu-Jitsu e superar os obstáculos de se iniciar na arte suave. Confira nas linhas abaixo!

* Entre para o time GMI! *

1. Tenha seus objetivos traçados: “Não se permita ser desmotivada. Quando cheguei à academia dizendo que queria ser campeã mundial, muitas pessoas riram e duvidaram de mim. Hoje eu tenho uma carreira sólida como atleta, sou bicampeã mundial e pude conhecer lugares que nunca imaginei, tudo graças ao Jiu-Jitsu. Então determine seus objetivos e lute por eles, seja para competição ou qualquer outra vertente do Jiu-Jitsu.”

2. Incremente seu uniforme: “O uniforme para as mulheres vai um pouco além do normal. Use shorts ou calça de cintura alta por baixo do kimono. Também é importante utilizar um top justo sem partes de plástico ou metal, para que o mesmo não te machuque durante o treino. Por fim, separe uma camiseta sem decote, preferencialmente de lycra, para levar pro tatame. Pode parecer besteira, mas você irá treinar mais confortável e protegida, permitindo que você mantenha seu foco no Jiu-Jitsu.”

3. Cuidados com o cabelo: “Prenda bem o seu cabelo, pois ele pode arrebentar bastante dependendo de como você treina. Gosto de fazer um rabo de cavalo alto e depois uma trança, de forma que o cabelo não fique grudando na pele e fazendo com que ele arrebente menos. Evite grampos ou prendedores de metal, pois estes podem machucar você e seus colegas de treino.”

Bárbara em ação sem kimono. Foto: Reprodução

4. Unhas e maquiagem: “Corte suas unhas para que elas não passem da ponta dos dedos. Unhas longas podem atrapalhar o andamento do seu treino e representam um risco para seus colegas. É importante também tirar a maquiagem antes de treinar, uma vez que ela irá borrar e pode acabar sujando o tatame e o kimono dos outros alunos. Você pode se arrumar novamente após o treino”

5. Escolha bem a sua equipe e seu professor: “Você deve estar em um lugar que te deixe confortável, senão não vai durar muito tempo. Procure as opções que estejam próximas, assista e participe de uma aula e, principalmente, pesquise sobre o seu professor. É muito importante que você saiba o máximo possível sobre a sua futura academia para que ganhe confiança e inicie sua caminhada no Jiu-Jitsu.”

6. Não desista: “O começo no Jiu-Jitsu pode ser difícil e até um pouco frustrante, mas persista e vai começar a ver resultados. Além de funcionar como uma válvula de escape para as pressões do dia a dia, o Jiu-Jitsu estimula a produção de endorfina, te dá a autoconfiança de saber se defender e, como toda atividade física, aumenta sua auto-estima.”

graciemag_assine_barra

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Pingback: As dicas de Bárbara Pires para mulheres iniciantes no Jiu-Jitsu - MMA Crazies

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.