Lesões no joelho: Dá para tratar sem operar? Doutor Gunter explica

Share it

Ataques no pé e joelho podem trazer complicações, mas o tratamento correto pode resolver o problema. Foto: Carlos Arthur Jr./GRACIEMAG

Texto: Gunter Sgarboza*

Amigos leitores, ano passado realizei um formulário com questões sobre lesões no Jiu-Jitsu. A conclusão é que a lesão que mais leva a cirurgia é a lesão no joelho. Tanto lesões de ligamentos como de meniscos. Vamos à analise.

Primeiramente vou explicar a anatomia do joelho. Ele tem três ossos: fêmur, tíbia e patela. Esses ossos são estabilizados por quatro ligamentos: Dois cruzados (anterior e posterior) e dois laterais (um lateral do lado de fora e um medial do lado de dentro). Além disso existem dois meniscos, um lateral e um medial. Existem também tendões e a cartilagem que recobre o osso.

Na minha experiência, as duas estruturas que mais machucam é o ligamento cruzado anterior e o menisco medial. E geralmente essas duas lesões necessitam de cirurgia. Nada é muito exato, nos meu 23 anos de trabalho como médico e 24 ano como lutador já atendi muitos atletas e criei uma sequência para tratamento, e existem lesões que não precisam ser operadas. Por isso é muito importante a experiência do médico que vai lhe atender.

Normalmente as principais causas de lesões são a chaves de pés e joelho, queda lateral sobre o joelho ou rotação do corpo com o pé preso.
Os sintomas são dor e joelho inchado. Se ele inchar, a chance de ter machucado menisco ou ligamentos é de 70%. O tratamento inicial é sempre repouso, gelo , e se inchar procurar um ortopedista.

O exame correto para avaliar é a ressonância magnética. O raio X inicial pode ser realizado, mas apenas serve para ver se teve fratura, que é muito incomum no Jiu-Jitsu. Uma coisa comum nestas lesões é que com um a três meses o joelho fica sem dor, daí se não for diagnosticada a pessoa acha que está tudo bem e volta a treinar e machuca novamente, muitas vezes piorando a lesão. Por isso é muito importante a avaliação no primeiro episódio.

Pelos anos de experiência com lesões de joelho e lutadores, vejo que na grande maioria dos casos estas lesões, se tratadas corretamente, o retorno ao Jiu-Jitsu é quase 100%. Escuto muita bobagem sobre orientações pós-lesão e a pior é que não da pra treinar mais. Posso afirmar, com certeza, que você só não voltará a treinar e lutar se não quiser. Se for bem tratado por alguém que entenda do assunto poderá lutar tranquilamente. Grande abraço!

 

*Gunter Sgarboza é médico ortopedista, especialista em cirurgia do joelho e traumatologia do esporte. Professor faixa-preta desde 2008, campeão do Master & Senior do Rio 2011, vice-campeão do Pan – Los Angeles 2008 absoluto.

 

 

 

 

 

 

graciemag_assine_barra

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Pingback: Lesões no joelho: Dá para tratar sem operar? Doutor Gunter explica - Doutor Esportista
  2. Pingback: keto weight loss

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.