Faixa-preta de Jiu-Jitsu aos 70 anos? Professor Netto dá receita

Share it

Professor Netto e seu mais jovem faixa-preta, Carlos Tavares. Foto: Divulgação

Idade é um aspecto relevante quando o assunto é arte marcial?

Se a questão for repassada aos mestres de Jiu-Jitsu, que defendem que a arte suave é uma atividade perfeita para pessoas de 9 a 99 anos, a resposta normalmente é não.

Duas postagens recentes nas redes do GRACIEMAG.com fortalecem essa tese. No Pan 2020, por exemplo, a imagem mais comentada e compartilhada durante o evento da IBJJF não foi de nenhum faixa-preta campeão, e sim uma bela imagem registrada pela fotógrafa Blanca Garcia durante a faixa-azul, com duas senhoras do master 7 lutando pelo ouro, Marilee Maira e Elaine Wynn. Nunca é tarde para começar, nunca é tarde para competir.

A segunda notícia veio de Portugal, e chamou atenção do jornalista e faixa-preta Carlos Eduardo Cobrinha, nosso correspondente na Europa. A história de Carlos Lopes Tavares, aluno de Antonio Netto que conquistou a faixa-preta perto de completar 70 anos.

“O feito de Carlos Lopes Tavares, aluno da Netto BJJ em Lisboa, prova a capacidade de adaptação e de como o Jiu-Jitsu ajuda as pessoas”, conta Cobrinha. “Ele começou a treinar Jiu-Jitsu aos 62 anos, e tinha praticado uma série de esportes, de esgrima ao judô, mas encontrou no Jiu-Jitsu sua atividade ideal”.

O jovem veterano detalhou o que mudou em sua vida: “O Jiu-Jitsu me transformou em termos psicológicos. É uma atividade que nos dá uma capacidade de resiliência incrível. Sempre adorei desportos, sempre venerei grandes atletas e desde jovem sonhava em subir ao pódio de um grande evento, como maneira de representar o meu país e erguer a bandeira de Portugal. Com o Jiu-Jitsu consegui meu objetivo. Para melhorar, eu perdi 26kg e encontrei a felicidade.”

Carlos Lopes Tavares hoje guarda, em sua casa, as medalhas de campeão europeu master 4, master 6 e master 7, muitas vezes competindo contra oponentes mais jovens.

“Descubro, a cada treino, a cada campeonato, que o Jiu-Jitsu se adapta a qualquer um”, diz o novato faixa-preta português. “Não importa o peso, a força ou a idade. Essa é uma das grandes particularidades desta arte chamada Jiu-Jitsu, e que permite que todos a pratiquem, de 9 a 99 anos. Muitas vezes o limite está nas nossas mentes, e o Jiu-Jitsu nos ajuda a enxergar e superar isso”, conclui.

Para o professor Netto, a conquista do aluno é apenas mais uma prova do que o Jiu-Jitsu pode fazer pelas pessoas, de todas as faixas etárias. “Quem trabalha alcança, não há segredos. É curtir a caminhada, aparecer para os treinos e amar o Jiu-Jitsu. Quem seguir a receita, seja competidor ou não, vai completar seu percurso da faixa-branca até a preta.”

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article
  1. Pingback: Faixa-preta de Jiu-Jitsu aos 70 anos? Professor Netto dá receita - MMA Bets

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *