10 livros que fizeram a cabeça do professor e campeão Flávio Canto

Share it

Flávio Canto treina Jiu-Jitsu, judô e a mente com uma rica seleção de livros. Foto: Gustavo Aragão (Arquivos GRACIEMAG).

Em busca constante da evolução como pessoa, o faixa-preta Flávio Canto aproveita as horas longe do tatame para exercitar a mente, se aperfeiçoar e aprender. Com ou sem kimono, o medalhista em Atenas-2004 e professor da campeã olímpica Rafaela Silva jamais deixa de estudar, e costuma ler muito entre as aulas.

Canto inclusive faz anotações sobre os trechos mais significativos dos livros de que gosta. O faixa-preta de judô e Jiu-Jitsu curte também “graduar” suas leituras, dando a cada título de uma a cinco estrelas.

A seguir, as leituras que mereceram cinco estrelas do professor:

“Abusado”, de Caco Barcellos

“Agassi: autobiografia”, de Andre Agassi

“Cem anos de solidão”, de Gabriel García Márquez

“Dom Casmurro”, de Machado de Assis

“Dom Quixote”, de Miguel de Cervantes

“Grande sertão: veredas”, de João Guimarães Rosa

“A guerra do fim do mundo”, de Mario Vargas Llosa

“Musashi”, de Eiji Yoshikawa

“A nascente”, de Ayn Rand

“Sidarta”, de Herman Hesse

E você, tem algum livro que marcou sua vida, amigo praticante de Jiu-Jitsu? Poste nos comentários e convide outros amigos para ler.

 

**** Para conferir outros artigos como este, publicado originalmente nas páginas de GRACIEMAG, assine a revista de Jiu-Jitsu favorita dos lutadores, aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *