Conexão Portugal: o Jiu-Jitsu contra o coronavírus na Europa

Share it
Exercícios em casa, com a família junto. Foto: GRACIEMAG

Exercícios em casa, com a família junto. Foto: GRACIEMAG

A mobilização em torno do novo coronavírus segue forte em toda a Europa e a comunidade do Jiu-Jitsu, claro, está mobilizada.

Em Portugal, o alerta máximo foi dado com o exemplo da Itália, onde houve um colapso no sistema de saúde e mais de 2 mil óbitos, com 28 mil pessoas testadas positivamente com a doença, a covid-19.

No dia 11 de março, a Federação Portuguesa de Jiu-Jitsu Brasileiro (FBJJB), ligada à IBJJF, divulgou comunicado em que recomenda a suspensão dos treinos até que o surto seja superado. As academias seguiram a convocação e fecharam as portas, assim como diversos segmentos de esporte e outras atividades.

Ficar em casa é a ordem para todos, tarefa necessária, porém nada fácil para os amantes da arte suave, acostumados a uma rotina ativa, de exercícios, de comunhão com a natureza, e da vontade de aprender técnicas novas. Mas é nessa hora que o Jiu-Jitsu, mais uma vez, se torna um grande aliado a todos nós. Como?

A comunidade se uniu e passou a agir. As técnicas e tutoriais dos grandes nomes no esporte, normalmente comercializados, passaram a ser disponibilizados gratuitamente em portais e redes sociais, para o povo em casa estudar. Em Portugal, muita gente tem aproveitado o período para debater as técnicas, táticas e dar dicas de vídeos nos grupos de Whatssapp.

O campeão português Pedro “Paquito” Ramalho, faixa-preta da nossa GMI Focus, faz hoje em suas páginas, a partir das 17h (horário de Londres), um seminário ao vivo e aberto aos fãs de todo o planeta. É a comunidade da arte suave dando um exemplo positivo e realizando ações que fazem a diferença para deixar a vida mais leve.

Outra alternativa tem sido os exercícios em casa. Pular corda, usar os elásticos que estavam guardados há tempos, barra, agachamento, abdominais, pesos… Uma série que indico é por o seu pequeno ou pequena nas costas durante as flexões, chamar a esposa ou esposo para mostrar técnicas básicas, ou seja, é hora de usar a criatividade para evitar ficar paradão.

Logo tudo vai passar e os treinos voltarão a todo vapor, portanto, é importante não abandonar sua equipe ou professor. Se possível, pague a mensalidade da academia ou combine ao menos uma forma de contribuir. É importante também pensar nesse sentido para, quando tudo voltar ao normal, sua academia ainda estar lá, do jeito que vocês a deixaram.

Antes do corona

Antes da pandemia, Portugal seguia forte no amadurecimento da arte suave. No Europeu de Jiu-Jitsu 2020, os melhores atletas do país subiram ao pódio em todas as faixas; em diversas cidades para além de Lisboa, muitas outras competições menores aqueciam o calendário esportivo do país.

A última delas foi o Torneio São Domingos de Benfica, que contou com lutas em todas as faixas e equipes de toda nação portuguesa. Entre os faixas-pretas, o destaque na divisão adulta ficou para Daniel Formiga, campeão peso-pena. Entre as equipes, a academia Netto BJJ garantiu a primeira posição no adulto, entre os mais jovens e no master. Por enquanto, o calendário português segue paralisado.

Outro modo de seguir estudando é a terceira edição do Curso de Treinador de Jiu-Jitsu Brasileiro, que permanece com suas aulas digitais. O curso credencia todos os professores do país, um procedimento interessante e que valoriza os professores de Portugal num nível profissional, algo que espero comentar melhor em textos futuros, quando a poeira – e a virose – baixar.

Oss e bons treinos (caseiros)!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *