UFC Brasília: Charles do Bronx finaliza Kevin Lee e Durinho nocauteia Demian Maia

Share it

Banner do UFC Brasília com a luta principal. Foto: Divulgação

O UFC em Brasília, realizado neste sábado, dia 14 de março, teve alguns pontos baixos. Com portões fechados por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19), o card teve nove das suas 12 lutas na mão dos jurados. Contudo, as principais lutas do card realizado em solo brasuca animaram a noite do fã de lutas, que pôde acompanhar todo o evento na tela com Combate.

Na luta principal, Charles do Bronx usou seu Jiu-Jitsu afiado e finalizou Kevin Lee. Antes, na luta coprincipal, Gilbert Durinho evitou o Jiu-Jitsu refinado de Demian Maia para vencer com belo golpe na trocação. Confira os destaques abaixo!

Estrela maior do card em Brasília, o tímido Charles do Bronx se mostrou um gigante no cage do UFC contra o americano Kevin Lee. No primeiro assalto, o atleta da academia Chute Boxe/Diego Lima mostrou que sua trocação está mais do que afiada, com bons chutes e socos precisos. Kevin Lee, um boxer habilidoso, conseguiu evitar as investidas de Charles, mas o maior finalizador do Ultimate teria que mostrar sua superioridade também no solo. Chegando com a luta no chão, Charles ameaçou Kevin com inúmeros ataques nas pernas e nos pés, ensaiando também uma posição que o consagrou no Ultimate, a chave de panturrilha. Kevin escapou no primeiro momento, para voltar melhor no segundo assalto, levando perigo para Charles na trocação.

Contudo, na terceira etapa, Charles aproveitou a chance de Kevin, ao chutar, para levar a luta ao solo e concluir seu trabalho com outra de suas perigosas armas: a guilhotina. Caindo no solo com o golpe já encaixado, Charles aguardou apenas a batida para soltar. Kevin ainda tentou se recolocar na luta, agarrando Charles após bater, mas o árbitro estava ligado no lance e evitou a malandragem do americano.

Antes, na luta coprincipal, Gilbert Durinho e Demian Maia fizeram um duelo de gerações do Jiu-Jitsu no UFC. Veterano em sua reta final nos cages, com aposentaria já marcada, Demian enfrentou um jovem e sedento Durinho, em seus primeiros passos nos meio-médios. A luta foi marcada pela sempre perigosa investida de Demian nas pernas. Com classe e técnica apurada, Demian desequilibrou Durinho no single-leg, pressionou na grade e quase pegou as costas ao aplicar o gancho e segurar o ombro do adversário na descida ao solo. Durinho, sem se afobar, evitou o gancho de Demian e escorregou por baixo, evitando a posição desfavorável.

De volta à luta em pé, Durinho aplicou sua cartada: com um cruzado rápido com a mão esquerda na frente, Durinho encontrou a ponta do queixo de Demian, que caiu desnorteado, mas fazendo guarda. Durinho vibrou, mas como o árbitro não interrompeu a luta, teve ainda que tourear as pernas de Demian e golpear mais do controle lateral, obrigando a interrupção da luta ainda no primeiro assalto.

Outros destaques ficaram para a veloz finalização de Renato Moicano sobre Damir Hadzovic, em apenas 44s, e para a guerra de Maryna Moroz e Mayra Sheetara, que inclusive levou o bônus de melhor luta da noite, ao lado de Durinho e Do Bronx, com o bônus de desempenho.

Confira abaixo os resultados completos!

UFC Brasília
Ginásio Nilson Nelson, Brasília, DF
14 de março de 2020

Charles do Bronx finalizou Kevin Lee na guilhotina aos 28s do R3
Gilbert Durinho venceu Demian Maia por nocaute técnico aos 2min34s do R1
Renato Moicano finalizou Damir Hadzovic no mata-leão aos 44s do R1
Nikita Krylov venceu Johnny Walker na decisão unânime dos jurados
Francisco Massaranduba venceu John Makdessi na decisão unânime dos jurados

Card preliminar

Brandon Moreno venceu Jussier Formiga na decisão unânime dos jurados
Amanda Ribas venceu Randa Markos na decisão unânime dos jurados
Elizeu Capoeira venceu Alexei Kunchenko na decisão unânime dos jurados
Rani Yahya x Enrique Barzola terminou como empate majoritário
Maryna Moroz venceu Mayra Sheetara na decisão unânime dos jurados
David Dvorak venceu Bruno Bulldog na decisão unânime dos jurados
Bea Malecki venceu Veronica Macedo na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *