Lições de um faixa-cinza para melhorar o seu Jiu-Jitsu

Share it

O triângulo sagaz de Arthur Piloto durante o Pan Kids 2020. Foto: Xtreme Moments Photography. 

O faixa-cinza paraibano Arthur Piloto, de 10 anos, já disputou 36 campeonatos e nunca perdeu. Invicto há 70 lutas (sofrendo apenas 2 pontos ao longo de toda essa trajetória), Piloto venceu recentemente o Brasileiro 2019 da CBJJ, o Sul Americano 2019 e o tão sonhado Pan Kids 2020 da IBJJF.

Perguntamos ao pai da ferinha, o sempre presente Alexandre, sobre as principais razões para Piloto conquistar números tão expressivos. Alex respondeu: “Creio que tudo começou a partir de um talento natural do Arthur. Mesmo sem nunca ter praticado Jiu-Jitsu, ele já gostava de brincar de luta comigo, ficávamos nos embolando pela casa. Ou seja, ele gosta dos esportes de luta, não faz por obrigação”.

Piloto comemora mais uma conquista com seu pai, Alexandre. Foto: Xtreme Moments Photography. 

“Também destaco o porte físico avantajado para a idade”, continua Alexandre. “Meu filho é alto e forte, mas consegue ser leve para a altura que tem. Claro, não podemos esquecer de mencionar a disciplina. O Arthur fica extremamente atento aos ensinamentos quando entra no dojô. E, quando sai da academia, parece que ele desliga a chave do Jiu-Jitsu, não fica falando sobre os treinos o tempo todo, sabe? Poucos na escola sabem que ele faz Jiu-Jitsu e eu acredito que isso ajuda a ‘manter a chama acesa’. Pois ele não peca pelo excesso. É normal na idade dele as crianças se envolverem muito intensamente numa atividade mas, de repente, enjoarem e nunca mais praticarem. Não creio que ele corra esse perigo, ele sabe equilibrar isso dentro dele”.

Para concluir a análise, o pai da ferinha menciona a paixão de sua cria pelo exercício físico. “Quanto mais puxado, mais o Arthur parece gostar. A força dele é acima da média. E isso faz com que ele treine com crianças mais velhas, o que o instiga a melhorar cada vez mais. Quando chega no campeonato e ele enfrenta crianças do mesmo peso e da mesma idade fica parecendo que é algo fácil”.

Há muito o que aprender com as divisões de base, não é mesmo, amigo leitor? Fique ligado, em breve novas reportagens sobre o tema. Oss!

 

 

 

 

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *