Grand Slam de Abu Dhabi: Veja a lista de campeões na faixa-preta

Share it

Larissa com a raspagem que valeu a vitória no Abu Dhabi Grand Slam de Abu Dhabi. Foto: Ane Nunes/AJP

A divisão de faixa-preta para homens e a divisão de faixa-preta/marrom para mulheres foram os destaques do terceiro dia de ADGS Tour em Abu Dhabi, no último sábado, dia 18 de janeiro. Pela primeira vez competindo sob o novo sistema de pontuação, que transformou penalidades e vantagens em pontos negativos e positivos na soma geral, alguns dos melhores trouxeram emoção de sobra para o público da Mubadala Arena, além dos expectadores pelo mundo via internet. Veja como cada classe de peso foi disputada até o pódio.

Feminino Preta/Marrom

49KG – Mayssa Bastos e Brenda Larissa se encontraram na disputa pela medalha de ouro n terceiro evento consecutivo nesta temporada 2019/2020 do ADGS. Em Abu Dhabi, Mayssa superou Clarissa Lacerda por 12-1 na semifinal, enquanto Brenda venceu Tatiane Nunes por 14-2 por sua vaga na final. A decisão foi emocionante, pois Mayssa e Brenda travaram uma batalha de raspagens na contagem dos pontos pontos. No final, Mayssa conseguiu manter a vantagem de 10 a 8 e comemorar o título.

PÓDIO

1º – Mayssa Bastos (Brasil)

2º – Brenda Larissa (Brasil)

3º – Clarissa Lacerda (Brasil)

55KG – Ana Rodrigues permanece no topo. Depois de vencer no Rio, ela repetiu o resultado em Abu Dhabi. Ana venceu Elina Moestan por 2-1 nas semifinais. Do outro lado da chave, Amal Amjahid superou Sayuri por 2-1 para competir pela medalha de ouro. A final foi um duelo apertado, pois Ana e Amal não deram espaço na disputa. No final, Amal cometeu o erro de virar para o lado errado enquanto atacava uma chave de pé, o que causou sua desqualificação. Ana mais uma vez comemorou a medalha de ouro.

PÓDIO

1º – Ana Rodrigues (Brasil)

2º – Amal Amjahid (Bélgica)

3º – Ariadne de Oliveira (Brasil)

62KG – Larissa Paes não conseguiu conter as lágrimas depois de ganhar a medalha de ouro. Sua campanha começou com um finalização em Josilma Batista. Nas semifinais, ela pegou Deborah Costa. Do outro lado do grupo, a australiana Hope Douglass venceu Alexa Yanes por 8-0 e depois superou Charlotte Von Baumgarten por 7-5. A final foi decidida apenas na prorrogação, após empate em 1 a 1 no tempo regulamentar. Um belo lance deu a Larissa a vantagem de 3 a 1 e encerrou a prorrogação.

PÓDIO

1º – Larissa Paes (Brasil)

2º – Hope Douglass (Austrália)

3º – Charlotte Von Baumgarten (Alemanha)

70KG – Thamara Silva com certeza é difícil de vencer. Ela conseguiu ficar no topo da categoria de peso em mais um evento na temporada 2019/2020. Nas semifinais, ela venceu Rafaela Bertolot por 2 a 0. Do outro lado, a sueca Martina Gramenius venceu Natalia Zumba por 4 a 0 e depois pegou Silvia Silva com uma chave de perna. Na final, Thamara e Martina levaram a partida até a prorrogação. Com um empate em 3-3 no placar, Thamara conquistou a medalha de ouro por ter marcado o último ponto no tempo regulamentar.

PÓDIO

1º – Thamara Silva (Brasil)

2º – Martina Gramenius (Suécia)

3º – Rafaela Bertolot (Brasil)

95KG – Fim de semana perfeito para Gabrieli Pessanha. Depois de se tornar a primeira rainha do Queen of Mats no peso pesado, ela voltou para defender sua hegemonia na classe de peso. Primeiro, ela venceu Samantha Cook por 6 a 0 nas semifinais. Sua oponente para a medalha de ouro seria Yara Soares, que venceu Nathiely de Jesus por marcar o último depois de um empate em 4-4, e em seguida finalizou Kendall Reusing com um triângulo nas semifinais. A luta pela medalha de ouro foi uma das mais emocionantes do dia, com Gabi e Yara trocando raspagens até o fim. Gabi conseguiu construir uma vantagem de 10-7 e conquistar o título.

PÓDIO

1º – Gabrieli Pessanha (Brasil)

2º – Yara Soares (Brasil)

3º – Nathiely de Jesus (Brasil)

Masculino faixa-preta

56KG – Em chave de três, Kalel Santos venceu o japonês Masaaki Todokoro por 3 a 1. Em seguida, Todokoro venceu o Wellington da Silva por 3-1. Na terceira rodada, Kalel garantiu a medalha de ouro com uma vantagem de 4-1 sobre Wellington. É o segundo título de Kalel na temporada 2019/2020 ADGS.

PÓDIO

1º – Kalel Santos (Brasil)

2º – Masaaki Todokoro (Japão)

3º – Wellington da Silva (Brasil)

62KG – Hiago George está de volta ao topo. Em duas partidas, ele finalizou Jonas Andrade pela primeira vez com uma chave de pé na semifinal. Do outro lado, Diego Batista venceu Bebeto Oliveira por 8 a 5 e chegou à final. A luta pela medalha de ouro foi decidida quando Hiago encontrou um triângulo para forçar Diego a bater.

PÓDIO

1º – Hiago George (Brasil)

2º – Diego Batista (Brasil)

3º – Francisco Jonas Andrade (Brasil)

69KG – Três partidas pela glória. Gabriel Sousa venceu Tiago Bravo por decisão dos árbitros. Na semifinal, ele pegou Abdullah Nabbas com uma chave de braço. Do outro lado, Israel Almeida venceu Ali Monfaradi por 7-6, depois Ariel Tabak por 3-3 (marcou o último) e, finalmente, Thiago Macedo por 5-2 na semifinal. No duelo da medalha de ouro, depois de um empate em 4-4 no tempo regulamentar, Gabriel conquistou o título por pontuar por último.

PÓDIO

1º – Gabriel Sousa (Brasil)

2º – Israel Almeida (Brasil)

3º – Thiago Macedo (Brasil)

77kg – Tommy Langaker foi implacável no caminho da medalha de ouro. Ele pegou Natan Chueng com um triângulo e depois trabalhou com kimura em Matheus Ferreira para chegar à final. Do outro lado, Diego Ramalho venceu Adriano Araujo por 1 a 1 (marcou o último) e superou Flavio Vianna por 2 a 1 na semifinal. A luta pela medalha de ouro foi unilateral. Langaker impôs seu jogo até encontrar uma maneira de finalizar Diego com um armlock.

PÓDIO

1º – Tommy Langaker (Noruega)

2º – Diego Ramalho (Brasil)

3º – Natan Chueng (Brasil)

85KG – Dois títulos seguidos para Charles Negromonte. Depois de vencer no Rio, ele repetiu o feito em Abu Dhabi. Em três lutas, ele venceu Bradley Hill por 14-0 e depois venceu Max Lindblad por 4-4 na semifinal (última pontuação). Por outro lado, Julio Junior lutou uma vez para chegar à final, vencendo Igor Sousa por 3-1. A luta pela medalha de ouro foi difícil para Charles. Depois de um empate em 1 a 1 no tempo regulamentar, ele conseguiu uma queda pelo placar de ouro e um resultado final de 3-1 na prorrogação.

PÓDIO

1º – Charles Negromonte (Brasil)

2º – Julio Junior (Brasil)

3º – Max Lindblad (Suécia)

94KG – Adam Wardzinski se sente em casa em Abu Dhabi. O polonês lutou duas vezes para ganhar sua segunda medalha de ouro nos Emirados Árabes Unidos. Ele venceu Renato Cardoso por 10-1 e depois superou Vandre Barbosa por 10-0 na semifinal. Do outro lado, Helton Junior lutou duas vezes para chegar à final. Ele venceu Matheus Godoy por 1 a 1 (marcou o último) e depois venceu Jackson Sousa por 6 a 3 na semifinal. A luta pela medalha de ouro não aconteceu, pois Helton machucou o braço nos segundos finais da semifinal e não pôde competir pelo título.

PÓDIO

1º – Adam Wardzinski (Polônia)

2º – Helton Junior (Brasil)

3º – Renato Cardoso (Brasil)

120KG – Rodrigo Ribeiro lutou duas vezes para chegar ao topo do pódio. Na semifinal, ele venceu o sempre difícil Gerard Labinski por 3-1. Do outro lado, Igor Schneider venceu Mansur Makhmakhanov por 5 a 0 e chegou à final. A luta pela medalha de ouro foi disputada, até Rodrigo conseguir abrir uma vantagem de 5-1 para o título.

PÓDIO

1º – Rodrigo Ribeiro (Brasil)

2º – Igor Schneider (Brasil)

3º – Mansur Makhmakhanov (Cazaquistão)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *