Amanda Nunes e Kamaru Usman defendem cinturões; Volkanosvki conquista título dos penas no UFC 245

Share it

Amanda Nunes com o cinturão do UFC. Foto: Reprodução

Com três disputas de título, o UFC 245, realizado na noite desse sábado, dia 14 de dezembro, em Las Vegas, apresentou lutas históricas para o público presente na T-Mobile Arena, e também àqueles que conferiram ao vivo na tela do Combate.

Na luta principal, Kamaru Usman duelou por cinco assaltos contra Colby Covington para defender seu cinturão dos pesos meio-médios, em lance no fim da luta que definiu a defesa, ao conectar uma sequência de cruzados que levou o americano ao solo, sendo castigado ainda mais pelo nigeriano por cima até a interrupção do árbitro.

Antes, na luta coprincipal, Alexander Volkanosvki anulou o jogo complicado do até então campeão Max Holloway, tendo melhores investidas na trocação, usando bem sua movimentação para encurtar e golpear, garantindo assim a melhor pontuação no fim dos cinco rounds para conquistar o título de campeão peso-pena do UFC.

“Aldo foi um grande campeão, Holloway foi um grande campeão e eu serei um grande campeão. Vou ser campeão por muito tempo”, carimbou Alex.

Na primeira disputa de cinturão da noite, Amanda Nunes colocou seu cinturão peso-galo em jogo contra Germaine de Randamie. Dona de trocação afiada, Germaine teria certa vantagem contra Amanda, por mais que a baiana tenha mãos pesadas. A receita da vitória para a brasileira não poderia ser outra: o Jiu-Jitsu.

Com quedas precisas e com potência nas investidas, Amanda controlou a luta no solo, bateu como quis por cima e tentou finalizar na guilhotina e no kata-gatame. Germaine ainda assustou no segundo assaltou, com belo chute e uma joelhada dura, mas Amanda voltou a derrubar, controlar a luta com o Jiu-Jitsu e assim a fera brasileira garantiu a vitória na decisão dos jurados.

“Quis mostrar que tenho wrestling e Jiu-Jitsu também”, disse Amanda. “Mostrei que estou pronta para lutar cinco rounds. Vamos para a próxima!”

Antes, na segunda luta do card principal, o duelo brasileiro entre Marlon Moraes e José Aldo de fato rolou na divisão até 61kg, a dos pesos-galos. Bem mais magro nos dias que antecederam a luta, Aldo era dúvida antes da pesagem. Após superar a balança no limite da divisão, o ex-campeão dos penas mostrou que sua vontade de lutar não esmaeceu.

O duelo com Marlon Moraes foi animado no primeiro assalto. Marlon conectou dois belos chutes altos, que sacudiram Aldo. Contudo, o manauara avançou, buscou a luta, golpeou na trocação e mostrou agilidade. Sem chutar baixo como de costume, Aldo tentava agir na trocação contra Marlon, que respondia tudo em pé. Após um segundo round em ritmo inferior, a terceira etapa voltou ainda mais estudada, com mais ações, mas a decisão da luta acabou na maõ dos jurados, com decisão dividida para Marlon Moraes, vencedor do duelo.

“Eu acho que eu venci sim”, disse Marlon ao Combate. “A estratégia era misturar, mas ele ficou bem perto e dificultou meus chutes. Foi uma experiência inexplicável, com muita adrenalina, sou fã dele, tenho até um ingresso da luta dele no Meca, em Teresópolis. Hoje eu consegui ser melhor.”

Confira abaixo os resultados completos!

UFC 245
Las Vegas, Nevada
14 de dezembro de 2019

Kamaru Usman venceu Colby Covington por nocaute técnico aos 4min10s do R5
Alexander Volkanovski venceu Max Holloway na decisão unânime dos jurados
Amanda Nunes venceu Germaine de Randamie na decisão unânime dos jurados
Marlon Moraes venceu José Aldo na decisão dividida dos jurados
Petr Yan venceu Urijah Faber por nocaute aos 43s do R3

Card preliminar

Geoff Neal venceu Mike Perry por nocaute técnico a 1min30s no R1
Irene Aldana nocauteou Ketlen Vieira aos 4min51s do R1
Omari Akhmedov venceu Ian Heinisch na decisão unânime dos jurados
Matt Brown nocauteou Ben Saunders por nocaute aos 4min55s do R2
Chase Hooper venceu Daniel Teymur por nocaute técnico aos 4min34s do R1
Brandon Moreno venceu Kai-Kara France na decisão unânime dos jurados
Jessica Eye venceu Vivi Araújo na decisão unânime dos jurados
Punahele Soriano nocauteou Oskar Piechota aos 3min17s do R1

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Pingback: Amanda Nunes e Kamaru Usman defendem cinturões; Volkanosvki conquista título dos penas no UFC 245 - MMA Crazies
  2. Pingback: Vídeo: Reviva, em câmera lenta, as emoções do UFC 245 - MMA Crazies

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *