Jon Jones é graduado faixa-roxa de Jiu-Jitsu e professor elogia: “Melhorou como pessoa”

Share it

Jon Jones com o kimono da GB, a faixa-rox na cintura e a azul nas mão. Foto: Reprodução

Mais novo faixa-roxa da Gracie Barra, Jonathan Dwight Jones não teve vida fácil para se graduar. Mesmo com três finalizações anotadas no UFC, sobre Vitor Belfort, Ryan Bader e Rampage Jackson, e nunca ter perdido uma disputa de cinturão no cage mais famoso do mundo, o famoso Jon Jones teve que esperar dois anos e meio como faixa-azul até chegar à nova graduação.

“Não me sentia tão honrado assim há muito tempo”, declaro “Bones” Jones no Instagram. Mas como as glórias só chegam com sacrifício, seu tempo de faixa-azul foi de ótimo proveito. Seu professor de Jiu-Jitsu, Roberto “Tussa”, conversou com GRACIEMAG sobre o trabalho feito com Jones da faixa-azul até a faixa-roxa.

Resgatando conversas antigas com o professor da Gracie Barra, nosso repórter achou uma indagação feita fim de 2018: “E a roxa? Vem agora?” Só um ano depois chegou. Tussa explicou:

“Ele treina comigo há 5 anos, boa parte dele sem kimono. Contudo, quando ele pegou a faixa-azul eu tive essa preocupação, então disse a ele que para chegar à faixa-roxa ele teria que treinar ainda mais de kimono, para que ele pudesse entender melhor a diferença entre o jogo de kimono e sem kimono, as pegadas e posicionamento. E tudo isso atrelado à filosofia do Jiu-Jitsu, para que ele abraçasse as lições do Jiu-Jitsu para se desenvolver e melhorar como pessoa, atleta, pai e ser-humano no geral. O Jiu-Jitsu faz isso com as pessoas.”

Sobre os próximos passos do pupilo, que começou a pegar gosto especial pela nossa arte suave em sua mais pura essência, Tussa falou que, apesar da habilidade de pano, o plano segue com foco total no Ultimate, com muito mais a se esperar do campeão meio-pesado.

“Ele vem entendendo isso a cada dia, dá para perceber a paixão dele pelo Jiu-Jitsu. Logicamente a prioridade não é lutar de kimono, eu mesmo não quero que ele aceite esses desafios de grappling. Temos muito o que ganhar e desenvolver no UFC. O que eu precisava é que ele se dedicasse ao treino de pano, ficou dois anos e meio de faixa-azul treinando duro, e mereceu a faixa-roxa.”

Jon Jones, inclusive, tem luta marcada no UFC 247, em luta de cinco assaltos valendo o cinturão contra o nocauteador Dominick Reyes. Será que teremos uma finalização para carimbar a faixa-roxa? Confira o evento ao vivo, em fevereiro, no canal Combate!

Ver essa foto no Instagram

I haven’t felt this honored in a really long time. Thank you @graciebarra

Uma publicação compartilhada por Jon Bones Jones (@jonnybones) em

Ler matéria completa Read more
There is 1 comment for this article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *