Ator Márcio Garcia recebe a faixa-preta de Jiu-Jitsu: “É apenas o começo”

Share it

Castello Branco ao ldo de Marcio Garcia, recém graduado à faixa-preta. Foto: Eduardo Ferreira

O faixa-preta é um faixa-branca que nunca desistiu. Essa máxima do Jiu-Jitsu se encaixa perfeitamente na longa jornada do ator e apresentador Márcio Garcia na arte suave. Após quase 30 anos de dedicação ao esporte, com um hiato de 15 anos sem praticar a arte por conta de seus compromissos na TV e por uma série de lesões, Márcio voltou aos tatames e foi recompensando no último domingo, dia 7 de dezembro, quando recebeu a tão almejada faixa-preta de Jiu-Jitsu das mãos do seu mestre Leonardo Castello Branco.

O ator, que ficou famoso por seu papel na novela “Caminho das Índias”, que foi ao ar na TV Globo em 2009, e por apresentar o programa dominical “Tamanho Família”, também na Rede Globo, falou sobre a emoção de conquistar a faixa-preta e das lições que aprendeu com o Jiu-Jitsu.

“Foi emocionante essa graduação”, disse Márcio. “Foram muitos anos treinando, mas também passei muito tempo parado. Deu aquela agonia no retorno, porque estava há mais de 15 anos sem treinar. É um pouco frustrante, porque muita coisa que estava no automático eu tive que reaprender. Mas o Léo, que é um mestre e um irmão, foi super paciente e fez um trabalho durante praticamente dois anos para que eu pudesse chegar até aqui.

“O mais interessante de todo esse processo é a coisa da persistência. Geralmente quem chega a faixa-preta faz todo o processo de forma contínua, e essa minha interrupção não foi fácil. Mas foi muito bom ter resgatado e ter conseguido levar para a minha família e para os meus amigos o que aprendemos dentro de uma academia de Jiu-Jitsu e que levamos para a vida toda. Lição de respeito, disciplina, hierarquia… Foi incrível! Hoje é um dia memorável. Agora, vamos em frente. Essa faixa não é o final, é apenas o começo.”

Formado pelo grande mestre Fernando Pinduka e campeão mundial de Jiu-Jitsu em 1999, Castello Branco foi o responsável pela graduação de Márcio Garcia à faixa-preta. Castello, que já formou centenas de faixas-pretas e treinou alguns dos mais respeitados lutadores da arte suave, foi um dos fundadores e líder da equipe Alliance, e posteriormente fundou e também liderou a equipe Brasa Jiu-Jitsu. O professor relembrou o início de seu ilustre aluno no esporte e o quanto foi especial amarrar a faixa-preta em sua cintura.

“O Márcio começou comigo quando eu tinha uma salinha no Largo do Machado”, relembrou Castello. “Ele rodou comigo por outras academias, pegou a azul, a roxa e a marrom. Aí ele deu uma parada. Ele estava morando mais distante, teve algumas lesões e tinha a questão do trabalho dele, então acabou dificultando um pouco. Ele parou por quase 15 anos. Foi uma satisfação ele me procurar há dois anos querendo voltar a treinar para chegar a faixa-preta. Na hora eu me coloquei a disposição, porque ele tem talento para o esporte e é um cara extremamente dedicado. Quando ele começa alguma coisa, ele vai até o fim. Então, foi uma enorme satisfação dar essa faixa-preta pra ele. Ele se dedicou bastante e sempre encaixava um horário para ter aula comigo. Estou muito feliz e sei que ele vai dar continuidade, porque é um cara que ama o esporte.”

Ver essa foto no Instagram

Artista conta seu caminho até a faixa-preta depois de parar por 15 anos

Uma publicação compartilhada por Gracie Magazine Brasil (@graciemagoficial) em

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *