Como você supera uma derrota? Astro do Jiu-Jitsu Rodolfo Vieira lista 3 dicas

Share it

Rodolfo Vieira e Kaynan Duarte na semifinal do Spyder Championship King of Kings. Foto: Carlos Arthur Jr.

Faixa-preta de Jiu-Jitsu hoje em contrato com o UFC, Rodolfo Vieira voltou a vestir o kimono para disputar os 100 mil dólares do Spyder Championship, no último mês de novembro. A vitória não veio, após ser parado por Kaynan Duarte na semifinal, mas as lições da fera são sempre válidas para que você possa melhorar a sua forma de ver as derrotas.

Rodolfo já não é mais um jovem e sedento competidor no Jiu-Jitsu como outrora. Aos 30 anos, já aceitando a divisão de masters como ele mesmo disse, Rodolfo se encontra em nova fase na carreira, e após o revés no evento não se mostrou abalado. Após o torneio em Seul, Rodolfo se reuniu com demais atletas do evento, integrantes da organização e alguns profissionais imprensa para um jantar de confraternização. A resenha e as gargalhadas foram o ritmo da noite, além das felicitações ao campeão Kaynan, que no fim das contas venceu o torneio.

“Ainda bem que você ganhou”, disse Rodolfo ao jovem Kaynan. “Não queria ter que acordar mais cedo amanhã para dar seminários e outros compromissos do campeão. Ninguém mandou ganhar”, disse em tom de brincadeira o simpático rolo compressor da GFTeam.

Com isso, podemos entender que levar pro lado pessoal pouco ajuda. O astro da GFTeam conversou, tirou fotos, e preocupou-se apenas com o que ele mesmo deixou de fazer. Outro fator importante de se observar é que a fera em momento algum se abateu. Não se confinou no quarto ou evitou o contato com o algoz, ou demais atletas. A autoconfiança da fera mostrou-se inabalável. A hora de trabalhar em cima da derrota é na academia.

Dias depois, em mensagem pelas redes sociais, Rodolfo analisou mais friamente revés. Desacostumado com a sensação de perder, o faixa-preta falou sobre as reações que tem ao amargar uma derrota, sempre usando as mesmas como combustível para se tornar ainda melhor. Confira as dicas!

1. O sentimento da derrota pra mim é um dos piores do mundo! Quando isso acontece nós temos que continuar treinando sempre em busca da evolução, principalmente como ser humano. Isso é o que importa.

2. As vezes que perdi eu via que podia me dedicar sempre um pouco mais.

3. Perder é ruim pra caralho, que sentimento terrível, por mais que toda luta eu pense nessa possibilidade e até me prepare pra ela eu sempre espero que não aconteça, só que uma hora ela vem.

E você, amigo leitor? Como costuma lidar com as derrotas do Jiu-Jitsu? Aprenda com Rodolfo Vieira e melhore a cada obstáculo!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *