GMIs Leão Teixeira e Kyra Gracie lutam pela inclusão do Jiu-Jitsu nas escolas de todo país, no Senado

Share it

Mestre Leão Teixeira e Kyra Gracie, além dos grandes mestres João Alberto e Álvaro Barreto, no Senado. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

Após se tornar realidade nas escolas do Rio de Janeiro, agora é a vez de termos o Jiu-Jitsu em todas as escolas do Brasil. Para isso, personalidades da arte suave estiveram esta semana em Brasília, em audiência pública na Comissão de Educação, Cultura e Esporte.

Nosso time de GMIs foi muito bem representado pelo mestre Leão Teixeira e pela faixa-preta Kyra Gracie. Ambos expuseram os benefícios e motivos pelos quais o Jiu-Jitsu deve ser integrado no ensino dos jovens brasileiros, a princípio para as turmas do ensino fundamental, em todas as suas nove séries.

A possibilidade do nosso esporte ser incorporado como matéria opcional ao ensino fundamental foi apresentada pelo senador Chico Rodrigues, no PL 4.478/2019.

“Vivemos uma situação delicada no nosso país”, disse Kyra. “O Jiu-Jitsu trabalhado como defesa pessoal é de suma importância. Com o Jiu-Jitsu as mulheres vão aprender a se defender, a como se posicionar diante de uma agressão, desde pequenas.”

Confira no vídeo abaixo parte das declarações de Leão Teixeira e poste nos comentários a sua opinião sobre o Porjeto de Lei para o Jiu-Jitsu nas escolas do país.

Ler matéria completa Read more
There are 2 comments for this article
  1. Joana at 2:01 pm

    E como seria o processo seletivo e requisitos para os professores que darão aulas? Entendo que o Cref não tem mais controle sobre o ensino das artes marciais… Mas, DENTRO do ambiente escolar, há necessidade da formação em educação fisica é necessária. Sabemos que 80% dos professores, inclusive mestres consagrados de Jiu Jitsu não possuem formação em educação fisica, como ficaria esses requisitos?

Deixe uma resposta para Joana Cancel comment reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *