Vicente Luque, Johnny Walker e mais destaques do UFC 244: Masvidal x Diaz

Share it

Jorge Masvidal e Nate Diaz fazem a luta principal. Foto: Divulgação

Um dos confrontos mais aguardados pelos fãs de MMA acontece neste sábado, dia 2 de novembro, no Madison Square Garden, em Nova York. Jorge Masvidal (33-13-0) e Nate Diaz (20-11-0) se enfrentam em uma luta de cinco rounds que vai garantir ao vencedor um novo cinturão do UFC. Quem tiver sua mão levantada ao término do embate vai levar para casa o título de “Baddest Motherfucker” (em inglês, algo como “o maior durão de todos”).

O momento dos dois é muito bom. Atual número três entre os meio-médios, Masvidal fez história ao se tornar o dono do nocaute mais rápido do UFC, quando derrotou Ben Askren com uma joelhada voadora em apenas cinco segundos no UFC 239, em julho. Já Nate Diaz, sétimo da divisão, vem de vitória sobre Anthony Pettis, em agosto.

Além de conquistar o cinturão de “BMF”, o vencedor do confronto também deve garantir sua posição como próximo desafiante ao título meio-médio, que estará em jogo no dia 14 de dezembro, quando o campeão Kamaru Usman enfrenta Colby Covington no UFC 245.

De olho no topo do ranking

Depois de vencer Mike Perry no UFC Uruguai, em agosto, o brasileiro Vicente Luque (16-6-1) pediu para lutar com o americano Stephen Thompson (14-4-1) como forma de se testar contra adversários mais ranqueados. A solicitação foi atendida e os dois se enfrentam no UFC 244.

“Wonderboy” é o nono entre os meio-médios, já disputou o cinturão da categoria duas vezes e tem vitórias sobre nomes expressivos como Jorge Masvidal e Robert Whittaker. Com duas derrotas seguidas – para Darren Till e Anthony Pettis – Thompson entra no octógono neste sábado em busca de reabilitação.

Já o brasiliense Luque vem de seis vitórias – quatro nocautes, uma finalização e uma decisão – e uma nova vitória, dessa vez sobre um adversário como Stephen Thompson, pode alçá-lo diretamente para a parte de cima do ranking.

Johnny Walker de volta

O brasileiro Johnny Walker (17-3-0) está de volta ao octógono. Contratado depois de participar da versão brasileira do Contender Series, o natural de Belford Roxo estreou em novembro do ano passado e rapidamente se tornou um dos destaques da divisão dos meio-pesados. Com três vitórias por nocaute – todas no primeiro round – Johnny ainda não somou nem três minutos dentro do octógono.

Por conta da comemoração da sua última vitória, sobre Misha Cirkunov, Johnny sofreu uma luxação no ombro, que acabou o deixando oito meses longe dos ringues. Em seu retorno, o brasileiro – 11º na categoria – enfrenta Corey Anderson (13-4-0), sétimo na divisão até 93kg. O americano também vive um bom momento e vem de três vitórias no UFC, a última sobre Ilir Latifi, em dezembro do ano passado.

De olho no cinturão

Terceira brasileira em ação em Nova York, a paranaense Jennifer Maia (16-5-1) entra no Madison Square Garden pensando no cinturão peso-mosca. Campeã da divisão no Invicta FC, Jennifer é atualmente a quinta no ranking e vem de vitórias sobre Alexis Davis e Roxanne Modaferri. Um novo triunfo pode colocá-la no caminho de Valentina Shevchenko, que ainda aguarda a próxima desafiante ao seu título.

Quem também está na briga pelo posto de adversária de Shevchenko é a americana Katlyn Chookagian (11-2-0), oponente de Jennifer nesta luta. “Blonde Fighter” é a número um entre as moscas e vem de vitória sobre Joanne Calderwood, em junho.

UFC 244
Nova York, EUA
2 de novembro de 2019

Jorge Masvidal x Nate Diaz
Kelvin Gastelum x Darren Till
Stephen Thompson x Vicente Luque
Derrick Lewis x Blagoy Ivanov
Kevin Lee x Gregor Gillespie

Card preliminar

Corey Anderson x Johnny Walker
Shane Burgos x Makwan Amirkhani
Brad Tavares x Edmen Shahbazyan
Andrei Arlovski x Jairzinho Rozenstruik
Kaitlyn Chookagian x Jennifer Maia
Lyman Good x Chance Rencountre
Julio Arce x Hakeem Dawodu

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *