O que esperar de Whittaker x Adesanya pelo cinturão do UFC 243, neste sábado

Share it

Banner com a luta principal do UFC deste sábado. Foto: Divulgação

A luta principal do UFC 243 promove a tão esperada unificação do cinturão peso médio da organização. O evento será realizado em Melbourne, na Austrália, neste sábado, dia 5, com transmissão ao vivo e exclusiva do Combate a partir das 20h30.

Atual dono do título linear da categoria, Robert Whittaker não entra no octógono desde junho de 2018, quando defendeu seu cinturão pela primeira vez e derrotou o cubano Yoel Romero por decisão dividida. A sua segunda defesa estava marcada para fevereiro, quando enfrentaria Kelvin Gastelum, mas uma lesão o tirou da luta horas antes do evento.

O americano Gastelum acabou ganhando a oportunidade de lutar pelo cinturão interino da divisão dois meses depois, dessa vez contra o invicto Israel Adesanya, que vinha de vitória sobre a lenda do MMA e ex-campeão Anderson Silva. O nigeriano derrotou Gastelum por decisão e somou mais uma vitória a sua lista de triunfos, além de garantir o cinturão. Com um currículo invejável – em 17 lutas, Adesanya venceu por nocaute ou nocaute técnico em 13 oportunidades -, “Stylebender” agora mede forças com o neozelandês Whittaker para definir quem é o verdadeiro campeão peso médio do UFC

Brasileiros na Austrália

Vivendo um bom momento no UFC, o meio-médio brasileiro Dhiego Lima enfrenta Luke Jumeau no UFC 243. O goiano conquistou uma segunda chance na organização quando participou da 25ª temporada do The Ultimate Fighter, que reuniu atletas que já haviam tido passagens pelo reality show. O lutador chegou na final, sendo derrotado por Jesse Taylor. Ex-campeão do Titan FC, Dhiego vem de duas vitórias seguidas sobre Chad Laprise e Court McGee. O seu adversário deste sábado é o neozelandês Luke Jumeau, que lutou a última vez em fevereiro de 2018, quando derrotou Daichi Abe.

O UFC 243 marca também a estreia de mais um brasileiro na organização, o paulista Bruno Silva, o Bulldog. Com dez vitórias e três derrotas na carreira, Bruno participou da quarta temporada do The Ultimate Fighter Brasil, onde chegou até as quartas-de-final. Companheiro de treinos do campeão peso-galo e peso-mosca do UFC Henry Cejudo, Bulldog terá agora uma nova oportunidade de provar que veio para ficar no UFC. Do outro lado do ringue estará o alemão Khalid Taha, que vem de um nocaute em apenas 25 segundos sobre Boston Salmon.

UFC 243
Melbourne, Austrália
5 de outubro de 2019

Robert Whittaker x Israel Adesanya
Al Iaquinta x Dan Hooker
Tai Tuivasa x Serghei Spivac
Luke Jumeau x Dhiego Lima
Justin Tafa x Yorgan de Castro

CARD PRELIMINAR

Jake Matthews x Rostem Akman
Callan Potter x Maki Pitolo
Brad Riddell x Jamie Mullarkey
Megan Anderson x Zarah Fairn dos Santos
Nadia Kassem x Ji Yeon Kim
Khalid Taha x Bruno Silva

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *