João Silva e a grande expectativa pelo SJJIF World Jiu-Jitsu 2019

Share it

Professor João Silva, presidente da Sport Jiu-Jitsu International Federation. Foto: Divulação

O SJJIF World 2019 está se aproximando, amigo competidor! O grande evento vai rolar de 8 a 10 de novembro, em Long Beach, na Califórnia. As inscrições já estão abertas pelo site www.sjjif.com. A propósito: corra, pois, quanto antes você se inscrever, maiores são os descontos para as taxas de inscrição. GRACIEMAG conversou com João Silva, presidente da SJJIF, e traz para você as principais novidades sobre o campeonato deste ano. Confira!

Uma das características marcantes do SJJIF World Jiu-Jitsu é que o evento cresce sensivelmente a cada edição. Este ano vocês oferecem cerca de 300 mil reais em premiação, um valor incrível! Quais são as outras marcas de crescimento da edição 2019?
JOÃO SILVA: Para a SJJIF, a maior marca de crescimento do SJJIF World Jiu-Jitsu Championship é a aprovação e o apoio da comunidade do Jiu-Jitsu. A SJJIF é uma federação sem fins lucrativos e o dinheiro arrecadado é sempre reinvestido no BJJ, garantindo maiores prêmios para os atletas, parcerias e afiliações com organizações esportivas internacionais, projetos sociais etc. Com certeza, vamos ter este ano o maior números de atletas já inscritos em nossos eventos, assim como o maior suporte da comunidade no mundial do Jiu-Jitsu, e, como consequência, o mais amplo reinvestimento para a comunidade do nosso esporte.

Este ano, vamos experimentar algumas mudanças práticas, para o benefício de todos. Por exemplo: vamos dividir o absoluto em “absoluto leve” e “absoluto pesado”, dando uma chance maior para os atletas mais leves de alcançarem um prêmio maior, como também aumentamos os prêmios para um total de 74 mil dólares. Este ano, a SJJIF também vai premiar os campeões absolutos faixas-pretas adultos com um cinturão maneiríssimo, valorizando ainda mais a glória do atleta. E temos ainda algumas surpresas, claro. Mas essas só no dia do campeonato vocês vão descobrir…

Grandes ídolos do Jiu-Jitsu costumam se destacar no SJJIF World Jiu-Jitsu. Só para mencionar alguns craques: Keenan, Erberth Santos, Kaynan, Tayane, Treta… Quais craques são aguardados para a edição deste ano?
Desde a primeira edição, em 2013, o SJJIF World Jiu-Jitsu Championship tem sido um evento de grandes lutas e competidores como Keenan Cornelius, Tayane Porfirio, Kennedy Maciel, Gustavo Batista, Johnny Tama, Nathalie Ribeiro, Nathiely De Melo, Lucas Barbosa, André Pontes, Karen Antunes, Hannette Staack, Luiza Monteiro, Manuel Filho, Victor Silvério, Erberth Santos, Kaynan Duarte, Arnaldo de Oliveira, Cícero Saldanha, Lucas Pinheiro, Marcelo Lucena, Isaac Doederlein, Kauan Barbosa, Ana Srour Vieira, Jessica Flowers, Cláudia Do Val e muitos outros. Ano passado tivemos por volta de três mil competidores oriundos de mais de 70 países. Este ano prevemos a participação de mais de 3.500 competidores oriundos de mais de 75 países. Ainda estamos no começo das inscrições e normalmente os faixas-pretas começam a se registrar após o segundo prazo de inscrições, porém atletas como Luiza Monteiro, Talita Nogueira, Vinicius Morais, Jesse Morales, Bruno Valdivino, Ari Tavira e muitos outros já estão inscritos.

Você tem rodado o mundo inteiro promovendo o Jiu-Jitsu, João. Austrália, China, África, Europa… O que você vê de mais curioso no nosso esporte hoje em dia e como isso aparece no SJJIF World Jiu-Jitsu?
Hoje o BJJ tem praticantes em quase todos os países. Através da federação e da nossa missão eu tenho tido a oportunidade de ver o desenvolvimento de alguns desses países e de ajudar no desenvolvimento geral do esporte e de federações nacionais. É muito legal ver como o BJJ tem impactado comunidades mundo afora, promovendo inclusão, respeito, amizade, irmandade, paz, saúde e muito mais. É importante também mencionar a importância de as pessoas e federações do BJJ se juntarem à SJJIF, pois apenas unidos vamos poder desenvolver o BJJ mundo afora, protegendo sua história, filosofia, linhagem, cultura e muito mais.

Os atletas que vão competir no SJJIF World Jiu-Jitsu 2019 devem prestar atenção em alguma peculiaridade nas regras do evento?
As regras da SJJIF são simples, sem o uso de vantagens e decisões dos árbitros, deixando a luta mais na mão do competidor, garantindo resultados mais justos. Algo que os faixas-pretas devem prestar atenção é na regra de inscrição, pois as inscrições gratuitas para faixas-pretas serão apenas até o dia 30 de setembro. Após o dia primeiro de outubro, todos os faixas-pretas que quiserem se registrar vão ter que pagar o valor normal do evento. Outra mudança é na inscrição para o absoluto. Além de o competidor ter que se qualificar entre os três primeiros na divisão, os atletas qualificados vão ter que estar presentes na inscrição e chaveamento do absoluto, pois as chaves serão sorteadas ao vivo, com a presença de todos os faixas-pretas inscritos.

A principal meta da SJJIF é tornar o Jiu-Jitsu um esporte olímpico. Mesmo antes de realizar esse sonho, vocês já promovem o “espírito olímpico” nos eventos da SJJIF, certo? Você poderia falar um pouco sobre esse “espírito olímpico” e como isso pode inspirar os atletas a competirem com garra e determinação no evento de novembro?
Creio que no SJJIF World Championship vemos algo diferente, desde a abertura do evento com as bandeiras nacionais entrando no ginásio ao encerramento geral. Pois temos vários atletas de diferente faixas, idades e níveis técnicos vindos de diversos países, representando não apenas a sua academia mas o seu país. Dando o seu melhor pelo título mundial. Acredito que qualquer competidor que tenha participado do evento tenha se sentido parte de algo maior.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *