Amanda Nunes nocauteia e defende cinturão no UFC 239; Marreta bate na trave

Share it

Noite de grandes emoções no T-Mobile Arena, em Las Vegas, durante o UFC 239, realizado nesse sábado, dia 6 de julho. Com duas lutas de título e dois brasileiros encabeçando o card, o evento contou ainda com nocaute histórico, em um dos card mais animados do ano.

Na luta principal, Jon Jones e Thiago Marreta disputaram o título peso meio-pesado da organização. Jones mais uma vez saiu do cage com o cinturão, mas o brasuca não vendeu nada barato para o campeão. Com melhores ações no primeiro assalto, Marreta colocou suas mãos poderosas e chutes bem colocados no campeão, que atacou de forma tímida no início da luta. No decorrer da disputa, Marreta sofreu uma lesão no joelho, e o americano cresceu na disputa, dominando o centro do cage, controlando a distância e golpeando nas brechas do adversário, em seu estilo mais conhecido.

Apesar de não dominar a luta como usual, Jones convenceu dois dois três jurados, já que um marcou para Marreta, definindo a disputa como decisão dividida para o americano. No fim, Jones precisou ser carregado para fora da arena, por conta dos fortes chutes de Marreta, que mesmo lesionado soltou com força seus chutes durante o confronto.

Já na luta coprincipal, era a vez de Amanda Nunes se solidificar ainda mais como a maior atleta feminina do MMA. Sua vítima seria Holly Holm, ex-campeã do peso-galo e única detentora de cinturão da categoria que Amanda não havia enfrentado. Com menor envergadura, Amanda teve certa dificuldade para achar Holm, que trabalhou na distância com pisões. No decorrer do assalto, porém, Amanda conseguiu combinar e encontrar o rosto de Holm em duas ocasiões. Após soltar um leve sorriso, Amanda aumentou o ritmo, e para vencer encerrou uma de suas combinações de socos com um chute alto, que pegou Holm de surpresa, e a americana foi ao solo com poucas chances de recuperação. Vitória para Amanda, que segue como campeã em duas categorias do UFC (peso-galo e peso-pena).

Outros destaques do card ficaram para a vitória de Cláudia Gadelha, para o nocaute de Jan Blachowicz sobre o ex-campeão Luke Rockhold, e para o nocaute histórico de Jorge Masvidal sobre Ben Askren. Apenas cinco segundos separaram Masvidal do soar do gongo até a joelhada voadora que desligou Askren ainda de pé.

Confira os resultados completos!

UFC 239
Las Vegas, Nevada
6 de julho de 2019

Jon Jones venceu Thiago Marreta na decisão dividida dos jurados
Amanda Nunes venceu Holly Holm por nocaute técnico aos 4min10s do R1
Jorge Masvidal nocauteou Ben Askren aos 5s do R1
Jan Blachowicz nocauteou Luke Rockhold a 1min39s do R2
Michael Chiesa venceu Diego Sanchez na decisão unânime dos jurados (triplo 30-26)

Card preliminar

Arnold Allen venceu Gilbert Melendez na decisão unânime dos jurados
Marlon Vera finalizou Nohelin Hernandez no mata-leão aos 3min25s do R2
Cláudia Gadelha venceu Randa Markos na decisão unânime dos jurados
Song Yadong nocauteou Alejandro Perez aos 2min04s do R1
Edmen Shahbazyan finalizou Jack Marshman no mata-leão a 1min12s do R1
Chance Rencountre venceu Ismail Naurdiev na decisão unânime dos jurados
Julia Avila venceu Pannie Kianzad na decisão unânime dos jurados

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *