Luiz Cado finaliza Wendell Giácomo e conquista cinturão meio-médio do Future MMA

Share it

Luiz Cado com cinturão do Future MMA. Foto: Marcos Santos

O Future MMA conheceu nessa sexta-feira o seu primeiro campeão meio-médio. O curitibano Luiz Cado, o “Golden Boy”, precisou de menos de um round para finalizar o até então invicto Wendell Giácomo na luta principal da 6ª edição do evento, em São Paulo, conquistar o cinturão da categoria e, de quebra, faturar os US$ 500 (cerca de R$ 1.925,00) de bônus de “Lutador da Noite”.

Representante da CM System, Cado mostrou muita tranquilidade desde os primeiros momentos de combate e aproveitou uma brecha na guarda de Giácomo para colocar um cruzado que levou o pernambucano a knockdown. Na sequência, “Golden Boy” foi para as costas, encaixou um mata-leão e arrochou até o adversário conseguir os três tapinhas.

Kevin Souza quebra a mão, mas vence luta dura

O veterano Kevin Souza voltou aos holofotes do MMA após passagens por UFC e Bellator. Com movimentação, precisão e volume que lhe são característicos, o pugilista entrou para buscar o nocaute, mas acabou quebrando a mão direita ainda no primeiro round, o que lhe obrigou a fazer um duelo de sobrevivência contra o sempre perigoso Denis “Alagoas”. Mesmo com a lesão, ele conseguiu controlar o adversário até o final, conquistando a vitória por decisão dividida.

Nocautes e guerra

Os US$ 500 de bônus de “Nocaute ou Finalização da Noite” foi para o peso leve Rodrigo Lídio, que, com uma joelhada em cheio no rosto seguida de um upper no queixo, mandou Eder Gama para a lona sem dó nem piedade.

O meio-pesado John Allan também “deitou” seu oponente. Com um cruzado de esquerda, ele desligou o até então invicto Alexandre Silva e ainda garantiu um contrato com o LFA. Já o peso-galo Daniel “Willycat” tirou Henrique Budista de cena com um preciso chute giratório na linha de cintura.

Quem também vai para o LFA é o peso-galo Vinicius “Lok Dog”, que roubou a cena desde a pesagem oficial, com seu jeito performático. E ele não deixou a desejar na hora da luta. Conhecendo o perigo da trocação de seu adversário, Leo Alves, dono do nocaute mais rápido da história do Future, “Lok Dog” tratou logo de levar a luta para o chão. Por cima, ele atacou com cotoveladas e socos até chegar ao nocaute, o 10º da carreira.

A melhor luta da noite foi entre os pesos leves Ednilson “Cai-Cai” e Luigi “Sorriso”, que aceitou a luta com poucos dias de antecedência. Mesmo assim, ele não deu moleza para “Cai-Cai”, que vinha de um nocaute espetacular na 4ª edição do Future. Foram três rounds de trocação franca e alternância de vantagem. Mas, no fim, “Cai-Cai” foi declarado vencedor por decisão unânime. Cada um faturou, além da bolsa, US$ 500 pelo show.

Confira abaixo os resultados completos:

Future MMA 6
São Paulo – SP
28 de junho de 2019

Luiz Cado finalizou Wendell Giácomo com um mata-leão aos 4:42 do R1
Kevin Souza venceu Denis Silva por decisão dividida
John Allan nocauteou Alexandre Silva a 1:33 do R2
Rodrigo Lidio nocauteou Eder Gama aos 3:39 do R1
Ednilson “Cai-Cai” venceu Luigi “Sorriso” por decisão unânime
Bruno “Beirute” venceu David “Valente” por decisão dividida
Daniel “Willycat” venceu Henrique “Budista” por nocaute técnico aos 2:21 do R1
Douglas ‘Big Monster’ venceu Plínio Cruz por nocaute técnico aos 3:57 do R3
Vinicius ‘Lok Dog’ venceu Léo Alves por nocaute técnico aos 2:01 do R2
Valesca ‘Tina Black’ venceu Maria Ribeiro por nocaute técnico aos 4:03 do R3
Brenner Albert finalizou Nathan Batista com um mata-leão a 1:43 do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *