GMI: Na GB Vila Prudente, uma lição de como um aluno saiu do fundo do poço

Share it

Felipe Coppolaro e as lições com o ingresso no Jiu-Jitsu. Foto: Divulgação

O Jiu-Jitsu é uma ferramenta capaz de ajudar seus praticantes nas mais diferentes frentes, e o valente Felipe Coppolaro tem mais um desses casos ao buscar auxílio na nossa GMI Gracie Barra Vila Prudente, do nosso professor Arthur Turô, e ter resultados impressionantes.

O segredo, guardado pelo mesmo por anos, era um quadro complicado de depressão por conta de contratempos na vida. Perder um bom emprego, não ter vontade de sair de casa, sobrepeso. A guinada de Felipe veio num lampejo de coragem, e depois de participar de workshops e se colocar novamente no mercado de trabalho, veio a atenção com a saúde. A melhora dos hábito alimentares ainda pedia um algo mais.

O gosto pelas artes marciais fez com que Felipe buscasse uma academia. Aquela mais próxima de sua casa não atendeu suas demandas, e foi aí que a GB Vila Prudente entrou em cena.

“O instrutor me recebeu – para quem conhece foi o Klebão – com muita seriedade e educação, me apresentou a escola, a metodologia GB e me convidou para experimentar a Gracie Barra”, disse Felipe. “Ali não tive mais dúvidas: Achei a academia certa.E não só achei, como levei a minha irmã para treinar comigo!

“Praticando Jiu-Jitsu na Gracie Barra eu forjo as ferramentas que me ajudam a combater os demônios que habitavam em mim… e que eu sei que ainda existem! Como sou faixa branca, “apanho” de todo mundo, e isso me faz ficar longe de qualquer orgulho. Na verdade, qualquer resquício de ego se foi quando a minha irmã, com 20kg a menos que eu, sem nunca ter praticado nenhuma luta, me finalizou com uma guilhotina!”

Para o atleta, a lição maior e fazer de si uma pessoa melhor em todas as esferas, e espalhar os benefícios do Jiu-Jitsu para mais pessoas.

“O que aprendi nesse tempo é que o tatame é um baú onde está guardado o melhor de mim. Ali está o Felipe mais calmo, que sabe que tem que dar passo de cada vez. Que pensa em respirar, independente do tamanho do problema e do quanto ele está pressionando. O Felipe que gosta de aprender e, em algumas oportunidades, ensinar. E que não se importa de ser superado por alguém mais novo, mais leve ou que a olho nu pode ser julgado ser mais fraco. Um Felipe mais grato pela vida.

“Meu objetivo é levar um Felipe melhorado para todo o canto onde eu pisar: para a rua, para minha casa, para meu trabalho… por onde eu for! E me desculpe se esses benefícios ainda não chegaram até você. Eu queria que chegassem. Eu queria que todos experimentassem. Porque a realidade é que hoje eu não treino todos os dias uma luta qualquer: eu treino todo dia para ser alguém melhor. Isso é Jiu-Jitsu.”

Professor Klebão com Felipe e a turma da GB Vila Prudente. Foto: Reprodução

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *