Demian Maia e o Jiu-Jitsu para retomar o trilho das vitórias no UFC Fortaleza

Share it

Demian aperta o karateca Gunnar Nelson no UFC 194. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Um dos maiores representantes da arte suave no UFC e duas vezes postulante ao cinturão da organização, Demian Maia estará em ação na primeira edição brasileira do evento no Brasil, que rola em Fortaleza, no dia 2 de fevereiro. O faixa-preta terá, no duelo contra Lyman Good, a importante missão de retomar o caminho das vitórias, mas certamente a fase turbulenta não abala o casca-grossa.

Faixa-preta há mais de 18 anos, com inúmeros sucessos de pano desde as faixa coloridas, o casca-grossa sabe como lidar com a pressão como poucos. Na carreira no MMA, também viveu momentos de tensão, como a fase complicada entre os pesos médios que o levarou a descer para a divisão de meio-médios, onde se encontrou.

Na nova divisão, acumulou duas derrotas seguidas (Jake Shields e Rory MacDonald, ambos na decisão), e logo em seguida teve sua melhor fase até 77kg, com sete vitórias seguidas e a chance de disputar o título, tudo isso à beira dos 40 anos, diferente do Demian que estreou no UFC com 20 anos, e chegou a acumular um cartel invicto de dez vitórias.

O cinturão não veio, após luta complicada com Tyron Wooodley. Logo em seguida, Demian foi superado pelos mais jovens e promissores Colby Covington (que se tornou campeão interino logo em seguida) e Kamaru Usman (cotado como próximo aspirante ao título).

Agora, Demian (25v, 9d) terá que mostrar toda sua técnica de campeão de Jiu-Jitsu e do ADCC contra Lyman (20v, 4d, 1nc), atleta com estilo nocauteador, mas que tem suas armas no solo, como exemplo três vitórias por finalização e nunca batucou no cage. O caminho para Demian ficar com a vitória é o clássico “derruba e pega”, mas será que o corpo e preparação de Demian estarão em dia para se equilibrar com a mente blindada do campeão de Jiu-Jitsu? Vale lembrar que o veterano das finalizações não cansa de surpreender os fãs e bancas de apostas, como nos sucessos sobre Carlos Condit e Neil Magny, ambos por finalização.

Será que Demian está pronto para retomar as vitórias? E mais: poderia esta ser uma luta de despedida para o brasileiro que atua no UFC há 12 longos anos? Poste nos comentários e debata conosco!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *