José Aldo planeja aposentadoria em 2019, com três lutas de despedida no Brasil

Share it

José Aldo em foto de Ivan Trindade

Depois de flertar com a aposentadoria recentemente e voltar com gás total para os cages, pode ser que José Aldo de fato pendure as luvas do UFC em 2019, mas com plano de saída em grande estilo. Para o brasileiro, o melhor cenário seria com três vitórias no Brasil neste ano, e o plano pode dar certo.

Em entrevista coletiva realizada nesta semana, o ex-campeão dos pesos-penas revelou sua projeção para o ano, que começa em duelo contra Renato Moicano no dia 2 de fevereiro, em Fortaleza, e os próximos passos rumo ao fim do seu contrato, que conta com exatamente três lutas a serem realizadas, mesmo número de eventos planejados para o Brasil nesta temporada.

“Vou lutar agora, em Fortaleza, e já quero lutar em 11 de maio, em Curitiba”, disse Aldo, se referindo ao UFC 237, que terá Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas na luta principal. “Depois é só finalizar o contrato no outro evento já agendado para o Brasil, no segundo semestre. ”

O duelo contra Moicano, luta coprincipal do card que tem Raphael Assunção contra Marlon Moraes na luta principal, era prevista pelos fãs  como duelo de cinco assaltos, na última luta do evento. Sem planos para lutar pelo título por enquanto, José Aldo e Dedé Pederneiras optaram pela disputa em três rounds, melhor para o competidor de 32 anos, que figura há mais de 10 na elite do MMA.

“Aldo só luta pelo cinturão se alguém se machucar”, disse Dedé se referindo ao título dos pesos-penas. “Ou então se o Max Holloway subir de categoria. mas depende do resultado desta luta contra o Renato.

E para você, amigo, leitor, José Aldo terá garra para vencer suas três lutas de despedida do UFC? Quais deveriam ser seus adversários de saída? Comente conosco!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *