Brasileiros faturam títulos e 2 milhões de dólares no PFL MMA do Ano-Novo

Share it

Philip Lins avança com pressão para garantir o título e o prêmio de 1 milhão do dólares. Foto: PFL/Divulgação

Em evento que marcou a virada do ano de 2018 para 2019, no dia 31 de dezembro, o Professional Fighters League MMA (PFL MMA) colocou frente a frente seus 12 finalistas, para a disputa de seis cinturões, cada um valendo 1 milhão de dólares de premiação, no Madison Square Garden, em Nova York.

Entre os finalistas, três representavam o Brasil e dois voltaram para casa com o cinturão. Na divisão de pesos pesados, Philipe Lins castigou Josh Copeland por três rounds, e com uma sequencia violenta obrigou o árbitro Dan Miragliotta a interromper a luta no quarto assalto, com Josh ainda em pé, mas sem reação alguma de luta.

Antes, na divisão de pesos leves, Natan Schulte fez apresentação justa sobre Rashid Magomedov, com boas quedas e Jiu-Jitsu afiado. Após cinco assaltos, o brasuca foi definido como vencedor da luta em decisão unânime dos jurados, que viram quatro dos cinco assaltos a favor de Natan.

Já na disputa pelo cinturão dos meio-pesados, Vinny Magalhães teve boa chance no primeiro assalto, ao impor seu jogo de Jiu-Jitsu contra Sean O’Connell, após quedar e pegar as costas, além de algumas boas investidas na chave de calcanhar. Contudo, o americano conseguiu se desvencilhar de todos os perigos do Jiu-Jitsu, golpear com grande contundência na trocação e forçar Vinny a desistir do combate no intervalo entre o terceiro e quarto assalto.

Na única luta do card que não valia cinturão, nem uma bolada em dinheiro, a novata no MMA Kayla Harrison, bicampeã olímpica de judô, somou mais uma vitória ao seu cartel invicto no MMA, ao derrubar, pegar as costas e golpear Moriel Charneski até a interrupção do árbitro. Foi seu terceiro sucesso no esporte de luvinhas.

Já na luta principal, valendo o título dos meio-médios, o fenômeno Ray Cooper não foi páreo para as quedas e jogo afiado de Magomed Magomedkerimov. Depois de aplicar boas quedas e não se acanhar contra a trocação rápida e potente de Ray, Magomed conseguiu aplicar a guilhotina da vitória no segundo assalto. (Veja o vídeo abaixo)

Confira os resultados completos!

PFL 11
Nova York, EUA
31 de dezembro de 2018

Magomed Magomedkerimov finalizou Ray Cooper III na guilhotina aos 2min18s do R2
Philipe Lins venceu Josh Copeland por nocaute técnico aos 30s do R4
Sean O’Connell venceu Vinny Magalhães por nocaute técnico (desistênncia) aos 5min do R3
Kayla Harrison venceu Moriel Charneski por nocaute técnico aos 3min39s do R1
Natan Schulte venceu Rashid Magomedov na decisão unânime dos jurados
Lance Palmer venceu Steven Siler na decisão unânime dos jurados
Louis Taylor nocauteou Abusupiyan Magomedov aos 33s do R1

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *