Fernando Tererê, Tayane Porfírio, Rudson Matheus e Ericka Almeida brilham no Gracie Pro Jiu-Jitsu

Share it

Tererê faz guarda para Abi-Rihan no fim da luta, sob o olhar atento do professor Gigi Paiva. Foto: Carlos Arthur Jr.

O período ausente era longo, a ansiedade era grande, mas o Gracie Pro 2018 promoveu o reencontro entre Jiu-Jitsu e um dos seus maiores templos, o Maracanãzinho, neste final de semana. Mais de 6 mil pessoas prestigiaram os dois dias do grande festival da arte suave, que contou com disputas em todas as idades, categorias e faixas. Entre os 2 mil participantes que pisaram no tatame, Fernando Tererê brilhou neste domingo, dia 30, e comandou a festa da arquibancada.

Gilbert Durinho levou a melhor na principal luta do Gracie Pro 2018, enquanto Tayane Porfirio e Gustavinho Saraiva conquistaram triunfos com consistentes apresentações no card de superlutas. O show entre os integrantes das disputas na faixa preta ficou por conta de Ericka Almeida e Rudson Mateus, novos campeões na categoria absoluto do evento.

Jovens especiais também guardarão na memória momentos inesquecíveis no Gracie Pro 2018. Atletas do projeto Superação, de Teresópolis, eles se apresentaram com José Aldo e BJ Penn, ex-campeões do UFC, e com os atores praticantes de Jiu-Jitsu Malvino Salvador e Raul Gazolla.

‘Festa na favela’

A comunidade do Cantagalo lotou a arquibancada e deixou o ginásio em clima de Maracanã. Com batuques e cânticos de incentivo, a torcida impulsionou Fernando Tererê à vitória em seu retorno ao tatame. Após início estudado nas ações, o bicampeão mundial conquistou dois pontos com uma bela queda e administrou a vantagem até o fim, para delírio dos fãs.

No duelo que reuniu dois representantes brasileiros no UFC, Gilbert Durinho bateu Serginho Moraes no detalhe. O equilíbrio marcou o combate, e o niteroiense teve o braço erguido após vitória no placar por 2 a 0.

Durinho e Serginho fizeram luta técnica no Gracie Pro. Foto: Carlos Arthur Jr.

Domínio nas superlutas

Tayane Porfirio e Gustavinho Saraiva tiveram uma tarde irretocável. A atual bicampeã mundial peso e absoluto não deu chances para a norte-americana Jessica Swanson ao finalizar com um armlock, enquanto o primeiro campeão absoluto do Gracie Pro ajustou um mata-leão para encerrar o combate contra Nandão Fernandes.

A competição entre os faixas-pretas teve destaque para as conquistas de Ericka Almeida e Rudson Mateus. Ex-integrante do UFC, Ericka se recuperou do revés na decisão da disputa na categoria meio-pesado e finalizou Sabatha Lais com um belo ataque de leglock na final do absoluto feminino. Rudson abriu mão da final da categoria super pesado, mas sagrou-se campeão absoluto superando Guilherme Cordiviola.

Magno Mota usou todo seu talento para ajustar o armlock sobre Fernando Soares e ser campeão na categoria peso-pluma, enquanto Rafael Braga atacou a perna de Victor Oliveira para vencer a divisão super pesado. Com direito a emoção até os últimos momentos, Kennedy Guilherme raspou Douglas Rufino nos últimos cinco segundos para ficar em vantagem no placar e faturar a categoria peso-pena.

Confira abaixo os resultados na faixa-preta. Todos os resultados estarão disponíveis em breve no site graciepro.com.br.

Feminino

Pena: Amanda Raissa

Meio-pesado: Sabatha Lais

Pesado: Bruna Valois

Absoluto: Ericka Almeida

Masculino

Pluma: Magno Mota

Pena: Kennedy Guilherme

Leve: Lucas de Araújo Gomes

Médio: Bruno Tosto

Meio-pesado: Lucas Mazzega

Pesado: Matheus Spirandeli Souza

Super pesado: Rafael Braga

Pesadíssimo: Antônio Assef

Absoluto: Rudson Mateus

Superlutas

Gilbert Durinho venceu Serginho Moraes por pontos (2 a 0)

Fernando Tererê venceu Raphael Abi Rihan por pontos (2 a 0)

Tayane Porfirio finalizou Jessica Swanson com um armlock

Gustavinho Saraiva finalizou Nandão Fernandes com um mata-leão

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *