’10 Segundos para Vencer’ conta a história do boxeador Éder Jofre nos cinemas

Share it

Daniel Oliveira (direita) faz o papl de Éder Jofre no longa. Foto: Gui Maia/Divulgação

Com estreia nos cinemas marcada para 27 de setembro, ’10 Segundos Para Vencer’ revela a incrível história do brasileiro Éder Jofre (interpretado por Daniel de Oliveira), um dos maiores lutadores de todos os tempos, que desafiou seus próprios limites até se tornar bicampeão mundial de boxe.

Emocionante e ao mesmo tempo eletrizante, a trajetória de superação é narrada a partir da relação do atleta com seu pai e obstinado treinador, o ex-pugilista argentino Kid Jofre (interpretado por Osmar Prado – vencedor do Kikito de Melhor Ator no Festival de Cinema de Gramado2018), que nunca deixou a ternura se sobrepor à austeridade com que conduzia a carreira do filho. Com cenas espetaculares que reconstituem, dentro e fora dos ringues, a atmosfera das lutas de boxe nos tempos áureos do esporte – entre os anos 60 e 70 –, ‘10 Segundos Para Vencer’ também aponta para a vida de Éder Jofre em família, seus conflitos, dilemas e paixões.

O paulistano que teve uma infância pobre nos anos 40 no Peruche e que abriu mão do sonho de ser arquiteto para seguir a tradição da família de pugilistas conquistou seu primeiro cinturão de ouro no peso galo aos 24 anos, em 1960, em Los Angeles, Estados Unidos. Logo, o Galinho de Ouro, como ficou conhecido, ganhou fama, tornando-se um herói nacional. Depois de cinco anos de glória, defendendo o título sem nunca ter sofrido um nocaute, em 1966 ele decide parar de lutar para levar uma vida comum, longe dos ringues e perto da mulher, Cida, e dos filhos pequenos.

Mas a paixão pelo esporte o chama de volta e, mesmo após um longo período parado, ele recupera a antiga forma e conquista mais um cinturão de ouro, em 1973, aos 37 anos. Do alto de seus 82 anos, Éder esteve, no último dia 10 de setembro, na pré-estreia do longa e assistiu ao filme ao lado dos filhos, Marcel e Andrea Jofre. O ex-atleta se emocionou ao rever passagens de sua infância, as dificuldades enfrentadas e, principalmente, a relação intensa com o pai. Ao fim da sessão, o boxeador brasileiro mais conhecido no mundo foi aplaudido de pé.

O diretor José Alvarenga Jr. conta que, para as lutas mais emblemáticas de Éder Jofre, lançou mão de recursos cinematográficos para tornar as cenas interessantes até mesmo para quem não acompanha o esporte. “O atleta que entra no ringue está lutando para as pessoas que estão na platéia e o que vai instigar o espectador são as reações e sensações de quem está assistindo, mais do que os golpes”, diz o cineasta, que reproduziu locuções originais de rádio para dar mais emoção às cenas.

O filme foi rodado ao longo de sete semanas, entre julho e agosto de 2016. O elenco também conta com Sandra Corveloni (Angelina, mãe de Éder), Ravel Andrade (Doga, irmão), Keli Freitas (Cida, esposa), Ricardo Gelli (Zumbanão, tio) – vencedor do Kikito de Melhor Ator Coadjuvante no festival de Cinema de Gramado -, Luti Angelelli (Abraão) e Victor Laplace (Parnassus).

Produzido por Flávio Ramos Tambellini, coproduzido pela Globo Filmes e Canal Brasil, ‘10 Segundos Para Vencer’ estreia no dia 27 de setembro, com distribuição da Imagem Filmes.

Confira o trailer

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *