Conversa entre atletas durante a luta no UFC? Relembre outros casos no MMA e Jiu-Jitsu

Share it

Thiago Marreta e Kevin Holland em papo descontraído enquanto trocam golpes no cage do UFC. Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC via Getty Images

Dois competidores ficam frente a frente, no tatame ou no cage. Lá, disputam força e técnica para vencer uma luta. Mas, por vezes, dividem também algumas palavras, amistosas ou não.

O fato curioso que envolve atletas do Jiu-Jitsu e do MMA batendo papo durante a luta não é novo, mas teve destaque mais uma vez no último final de semana. O atleta Thiago Marreta, da TFT, entrou em ação na divisão de peso médio do UFC e encarou o estreante Kevin Holland. Com uma postura atípica, de lances malucos e conhecido por trocar uma ideia durante seus duelos, o americano mais uma vez falou em ação, e Marreta embarcou no papo, como informou o Combate.com em entrevista recente.

“Ele mostrou potencial, personalidade, estava feliz em estar ali, sorrindo, falando, mas em nenhum momento foi desrespeitoso”, disse Marreta. “No meio da luta ele estava agradecendo a oportunidade. Eu na guarda, por cima, batendo nele, tinha hora que parava e ele falava: ‘Obrigado, irmão. Obrigado pela oportunidade.’ Sabia que ele era assim, vi as lutas dele. Vi que estava feliz de lutar comigo, como se fosse um fã meu. Eu também entrei no clima e agradeci, conversamos durante a luta, eu agradeci também: ‘Grande luta, você é um cara muito duro.’ No fim, falei para ele: ‘Você é novo, tem um longo caminho pela frente, é muito duro.'”

Temos outros exemplos no MMA, como Michael Bisping que falava com os adversários para tentar desestabilizar os mesmos durante a luta, ou o caso mais recente com Renzo Gracie, que conversou os córneres antes de acelerar o ritmo para vencer no One Championship. No Jiu-Jitsu, temos alguns outros exemplos, como Erberth Santos, que além de negar o ajuste de finalização contra os adversários, com frases como “não está pegando”, ou “isso não funciona”, também já protagonizou discussões acaloradas no tatame, com Bernardo Faria e Leandro Lo, por exemplo.

Mas a pergunta derradeira fica para você, amigo leitor e especialista em lutas: Qual a sua opinião sobre os atletas que falam durante a luta? É desrespeitoso? É válido dependendo da situação? Comente conosco!

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *