Talita Treta e o 13 da sorte para conquistar o cinturão do Bellator 202

Share it

Treta com a sorete ao seu favor para vencer no Bellator 202. Foto: Arquivo pessoal

A próxima edição do Bellator, que chega ao seu 202° evento numerado,  será realizado nesta sexta-feira 13. Para os mais supersticiosos, a data pode trazer mau agouro. Já para Talita Treta, brasileira que disputa o cinturão peso-pena na luta principal do evento, o 13 é na verdade o seu número da sorte, e o dia escolhido para a disputa não poderia ser melhor.

Campeã mundial de Jiu-Jitsu invicta no MMA com sete vitórias (cinco por finalização), Talita terá pela frente a campeã Julia Budd no duelo pelo título, e sua estadia no cassino WinStar, em Oklahoma, reforça ainda mais esse clima de sorte para a finalizadora brasuca.

Curioso mesmo é o fato da escolha da data para encarar sua primeira disputa de cinturão na recente carreira no MMA. O 13, que na numerologia simboliza a força e a autoconfiança, sempre esteve ao lado de Talita para momentos de pura sorte.

“Eu tenho uma parada forte com o número 13”, conta Talita. “Eu nasci no dia 13 de outubro e minha mãe no dia 31 de outubro, bem no ‘Dia das Bruxas.’ Então o que para muitos era azar, pra gente sempre foi sorte. Me identifico muito com o número 13, tenho o número tatuado no corpo e muitas outras coisas boas na minha vida e das pessoas que estão comigo acontecem relacionadas ao número 13. Lutar na sexta-feira 13 vai ser irado!”

Apesar de todo o clima favorável, a sorte não será a peça principal na estratégia de Talita Treta. Ciente da dura adversária que tem pela frente, com 11 vitórias e apenas duas derrotas no cartel, sem provar o amargor da derrota desde 2012, Talita trouxe para seu camp algumas novidades.

“Ela é muito experiente e forte fisicamente”, analisa Talita. “Tem boa pressão na grade e joga bem nas regras. O plano é surpreender, não quero deixar na mão dos juízes. sobre o chão dela não posso falar muito, mas acredito que se eu por para baixo vou pegar.

“Além do Jiu-Jitsu, nós treinamos muitas coisas na parte em pé. O Pittu já vinha me ajudando muito nesse fundamento, e o Wagnão me apresentou o Suki, um coreano que não fala português mas me auxiliou de mais nesse camp. O cara é sinistro no muay thai e com certeza somou muito no meu jogo! Quero melhorar a cada luta, ser mais completa.”

Mesmo com todas as armas afiadas para encarar a luta principal, tanto em pé quando no solo, Talita Treta tem quase a metade das lutas já realizadas pela sua adversária. Como balancear a falta de quilometragem no MMA para uma disputa de cinturão? Talita tem a resposta na ponta da língua.

“Eu luto Jiu-Jitsu todo mês, sou competidora e gosto de lutar. No MMA eu nunca passei do segundo round, eu me sinto bem ali. Os fãs podem esperar alguém com muito amor e alegria em ação, tenho as melhores pessoas ao meu redor e nossa felicidade de estar aqui é maior que qualquer coisa. Vou deixar o melhor de mim naquele cage.”

O card principal do Bellator 202, exibido com exclusividade pelos canais Fox Sports, conta ainda com os brasileiros Eduardo “Dudu” Dantas e Leo Leite em ação. Confira abaixo o card do evento desta sexta-feira, dia 13!

Bellator 202
Oklahoma, EUA
13 de julho de 2018

Julia Budd x Talita Nogueira
Eduardo “Dudu” Dantas x Michael McDonald
Leo Leite x Chris Honeycutt
Valentin Moldavsky x Ernest James

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *