Cascão, Negromonte e Trans faturam cinturões na abertura do Abu Dhabi World Pro 2018

Share it

Trans pega as costas e finaliza Cyborg pelo cinturão dos pesados. Foto: Ivan Trindade/Gentle Art Media

A edição comemorativa do 10° aniversário do Abu Dhabi World Professional Jiu-Jitsu Championship teve seu pontapé inicial nessa terça-feira, dia 24 de abril, com a estreia de um novo evento no qual os melhores atletas do mundo ficaram frente a frente.

O “King of Mats” contou com 24 atletas divididos em três categorias de peso. Eles se enfrentaram em dois grupos, nos quais os dois melhores de cada grupo avançam para as semifinais. Foram disputas de ação incessante para o público presente no Mubadala Arena, assim como para os espectadores que acompanharam pelo undo todo via internet. Confira abaixo como correu cada divisão:

Leves

Com dez atletas lutando pelo cinturão, o caminho até o título na divisão de leves foi o mais extenso das três divisões. No grupo A, Leonardo “Cascão” Saggioro não deixou nenhum adversário no seu caminho até as semifinais. Ele saiu com a vitória em suas quatro lutas. Primeiro, ele bateu Samuel Canquerino por pontos, para em seguida superar Hiago George na decisão dos jurados em luta parelha. Em sua terceira luta, Cascão conquistou outra vitória apertada, contra Isaque Paiva, antes de vencer José Carlos “Cocó” na quarta disputa. Isaque Paiva, por sua vez, contabilizou três sucessos em quatro lutas, e assim avançou.

No grupo B, Gianni Grippo, Celsinho Venicius e Thiago Marques fecharam a fase de grupos com três vitórias e uma derrota. O desempate ficou na contagem dos pontos, que colocaram Gripppo e Marques na outra semifinal. Em um duelo de raspagens, Grippo conquistou seu lugar na final em uma dura batalha contra Isaque Paiva, que terminou em 8 a 6 nos pontos. Na outra semi, Cascão marcou 1 a 0 nas vantagens sobre Marques para brigar pelo ouro.

Para definir o campeão, Cascão e Grippo lutaram com muita cautela, e o placara ficou empatado em 0 a 0, com a decisão final dos jurados indicando o título para Leonardo “Cascão” Saggioro.

Médios

No grupo A, os três competidores alcançaram a marca de uma vitória e uma derrota. Na contagem geral dos pontos, Charles Negromonte e Jaime Canuto avançaram para a final, deixando André Galvão de fora da segunda fase. No grupo B, Renato Canuto venceu três lutas para avançar. Primeiro bateu Roberto Satoshi por 2 a 0, depois finalizou Clark Gracie e em seguida venceu Tarsis Humphreys por WO. Outro a avançar no grupo foi Roberto Satoshi, que finalizou Tarsis no triângulo e depois bateu Clark por 2 a 0 nos potnso.

Na primeira semifinal, entre Jaime Canuto e Satoshi, Canuto marcou 6 a 0 nos pontos com duas passagens de guarda e assim avançou. Na outra semi, Negromonte e Renato Canuto empataram em 0 a 0, com decisão favorável a Negromento que chegou à final. Na disputa de cinturão, Negromonte quase passou a guarda de Jaime nos últimos segundos, para faturar a vantagem que valeu o título.

Pesados

Com sete atletas na luta pelo cinturão, a divisão de pesados protagonizou lutas eletrizantes. No grupo A, Alexander Trans venceu suas duas lutas e avançou para as semifinais. Primeiro ele venceu Tanner Rice por 2 a 0 nos pontos com uma raspagem, e em seguida superou Helton Junior por 2 a 0 nas vantagens. Já Rice se juntou a Trans nas semis após vencer Helton por 1 a 0 nas vantagens. No grupo B, Roberto Cyborg venceu suas três lutas e partiu com tudo para as semifinais, após superar André Campos na decisão dos árbitros, superar Lucio Lagarto nos pontos e finalizar Alexandre Souza da montada. Com duas vitórias em três lutas, Alexandre Souza também avançou às semis.

A primeira semifinal colocou Trans contra Alexandre Souza. Uma lesão nas costelas, após uma queda, colocou Trans direto na final. Cyborg, por sua vez, garantiu a vaga na finalíssima após empatar com Rice em 0 a 0 e vencer na decisão dos árbitros. O cinturão peso pesado, enfim, chegou às mãos de Trans após este pegar as costas de Cyborg e aplicar um letal estrangulamento.

A ação nesta semana agitada de Abu Dhabo World Pro está apenas começando. Os faixas-pretas entram em ação na quinta-feira, nas qualificatórias por países, com as chaves definitivas na sexta-feira e finais no sábado.

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *