Jiu-Jitsu: Hulk vence GP do Five Grappling; Tarsis supera Lo e Bia vence Talita

Share it

Lucas Hulk com o cinturão do Five. Foto:Reprodução/Instagram

O cinturão de pesos meio-pesados do Five Grappling conheceu o seu dono nesse sábado. Lucas “Hulk” Barbosa, da Atos JJ, conquistou o título no dia 11 de março, no Lincoln High School, em San Diego, Califórnia. O evento lotou a arena montada e teve um dia cheio de disputas, repletas de ação com uma grande variedade de talentos, de jovens faixas-azuis aos experientes faixas-pretas.

O destaque do evento, como esperado, foi o GP de oito atletas que valia o cinturão. Hulk, Leandro Lo, Nick Schrock, Tanner Rice, Tarsis Humphreys, Eliot Kelly, Erza Lenon e Marcel Louzado disputaram o título e presentearam a multidão com momentos intensos ao longo da disputa. Veja abaixo como o evento se desenrolou.

Quartas de final

De um lado do tatame, Nick Schrock abriu a disputa a toda velocidade contra Erza Lenon. Com Saulo Ribeiro em seu corner, Schrock, também conhecido como “O Alce”, rapidamente encontrou seu caminho para as costas do seu adversário e tomou o controle das lapelas para obter um estrangulamento.

Ainda nas quartas de final, se enfrentaram Tanner Rice e Eliot Kelly. O duelo não terminou em finalização, mas Tanner conseguiu convencer os três árbitros que ele merecia estar nas semifinais, após aplica bons ataques de baixo como uma omoplata que deu a Eliot certa dificuldade para escapar.

Em disputa entre brasucas,  Tarsis Humphreys manteve a pressão sobre Leandro Lo durante os seis minutos do duelo. Após quase passar a guarda na metade do embate, a fera da Alliance provavelmente fez o suficiente para convencer os três árbitros. Eles deram a Tarsis o passe para as semifinais e a vitória sobre o duro Lo.

O último confronto das quartas de final contou com Lucas Hulk e Marcel Louzado, que foi escolhido de última hora. Apesar do curto prazo, Marcel provou estar pronto para a ação. Ambos os atletas optaram por não tomar muitos riscos e permaneceram em pé, procurando uma chance de levar o adversário para baixo. O árbitro viu de forma diferente e acabou penalizando Louzado duas vezes por falta de combatividade, o que levou a sua desqualificação e garantiu a passagem de Hulk para as semifinais.

Semifinais

Nick Schrock sabia como a guarda de Tanner Rice poderia ser perigosa, então usou toda sua pressão e velocidade para não dar a Rice qualquer espaço para atacar. Schrock fez mais do que isso e também trabalhou duro para passar, o que no final concedeu-lhe uma vitória por decisão dos árbitros e uma vaga na final.

A pressão também foi a principal ferramenta de Lucas Hulk para tirar o espaço de Tarsis Humphreys, e assim pegar a vaga da semifinal. Hulk ameaçou a guarda de Humphreys durante toda a luta, e forçou Tarsis a virar para quatro apoios várias vezes. No final, os árbitros decidiram que Hulk estava na final.

Terceiro Lugar

Mais uma vez, Tanner Rice fez o melhor de seu conhecido jogo de guarda para pegar Tarsis Humphreys em uma chave de pé que garantiu-lhe o terceiro lugar.

Final

Como esperado, foi uma guerra total. Hulk e Schrock não tinham nenhuma intenção de dar ao adversário nem um centímetro de vantagem durante o duelo. Poderosas quedas foram utilizadas por ambos os atletas logo no inicio. Uma vez no chão, Hulk foi mais bem sucedido em se manter no topo e ameaçar a guarda de Schrock. Ele passou uma vez, quase tomou as costas e atacou na chave de pé, o que fez Nick girar para escapar daquela situação difícil. No final, os árbitros concordaram que Lucas tinha feito mais durante o jogo e unanimemente o declararam vencedor e campeão dos meio-pesados.

Lucas falou sobre sua realização: “Estou extremamente feliz. Eu tive três lutas difíceis e fui capaz de sair vencedor no final de tudo. Na final, eu sabia que tinha que levá-lo para baixo e controlar no chão. Ele é um grande adversário e estou feliz por ter conseguido fazer o meu jogo funcionar .”

Super lutas

Gabi McComb e Catherine Perret lutaram por seis minutos. Gabi saiu como vencedora por decisão dos árbitros.

Piter Frank venceu Michael Liera Jr também por decisão dos árbitros em outra lutamuito equilibrada.

Tammi Musumeci não deixou nada para os árbitros decidirem. Ela berimbolou até chegar às costas de Janet Bishop e finaliza numa chave de cervical.

Francisco Iturralde abriu caminho para a guarda de Magid Hage e quase montou, evitando o perigo do estrangulamento beisebol que fez Magid famoso. Iturralde garantiu a vitória por decisão dos árbitros.

Bia Mesquita quase conseguiu finalizar Talita Alencar no leg lock. Talita lutou bravamente como sempre faz e escapou da posição difícil, mas não pode evitar a derrota via decisão dos árbitros.

Confira outros resultados do evento, no seu card preliminar:

Fabricio Morango saiu vitorioso sobre Stephen Martinez na decisão dos árbitros
Renato Canuto manteve o ritmo durante toda a partida e bateu Sergio Rios na decisão dos árbitros
Hugo Marques finalizou Johnny Souza pelas costas com um estrangulamento
Ricardo Pancho “Feliciano venceu Morgan Mainz por decisão dos árbitros.
Baret Yoshida trabalhou muito duro em um estrangulamento arco e flecha para finalizar Ron Henderson
Kyle Baker venceu Taylor Rupert por decisão dos árbitros
Marco Martinez venceu Chris Reyes por decisão dos árbitros
Ric Centron pegou Carl Boudro com um estrangulamento arco e flecha
Ricardo Rea sobreviveu a um apertado triângulo para bater Mike Khatchkian por decisão dos árbitros
Bailey Lopp bateu Xavier Silva por decisão dos árbitros
Kyle Boehn derrotou Kaynan Duarte pela decisão dos árbitros.
Brent Buskirk pegou Nathan Murphy com um armbar dentro do triângulo para a finalização.
Tim Pablo tirou da cartola um triângulo de mão para finalizar Noah Tillis
Sergio Hernandez pegou Alfredo Barum com um estrangulamento pela lateral

(Fonte: Assessoria de imprensa)

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *