BJJ

Como o Jiu-Jitsu é capaz de transformar sua vida e de sua família? Confira em 25 atitudes

Share it
Torcedores da AOJ comemoram no Mundial de Jiu-Jitsu. Foto: Dan Rod/GRACIEMAG

Crianças vibram durante campeonato de Jiu-Jitsu. Foto: Dan Rod.

Afinal, quais são os benefícios palpáveis que a mais completa das artes marciais oferece a você, a seus filhos e a sua família?

O fato é que nossas vidas vão se alterando dentro da academia de Jiu-Jitsu sem percebermos exatamente.

Como bom manual de Jiu-Jitsu que é, com tradição de mais de 20 anos nas bancas, GRACIEMAG lista a seguir 25 atitudes que o praticante que honra o kimono deve perseguir na vida, para ser um artista marcial mais consciente, completo e mais feliz.

 

1. “Hoje é um belo dia para morrer”

Todo dia o samurai repete este pensamento ao acordar. Ele vai dar o melhor de si para não acontecer. Mas, se você está sempre preparado para o pior, a vida fica mais fácil.

2. “Nunca tive uma dor de cabeça”

Grande mestre Helio Gracie se gabava de raramente ficar doente, e atribuía isso ao rigor com que seguia o método alimentar criado pelo irmão Carlos. Alimentação saudável é a base do Jiu-Jitsu. Evite substâncias artificiais como alimentos com corantes e conservantes.

3. “Trabalhar não é quebrar pedra todo dia”

A essência do Jiu-Jitsu é mínimo esforço para máxima eficiência. No campo dos negócios, tal princípio é sinônimo de produtividade. Na vida, de felicidade.

4. “Qualquer exercício é melhor que nenhum exercício”

Contusões são constantes na vida de qualquer atleta ou praticante de Jiu-Jitsu. Porém, poucas justificam você deixar de fazer outros tipos de atividade. Contusão é um limitador, não uma desculpa. Poupe a área contundida, mas fuja do sofá e exercite outras partes do corpo. Sempre que possível, opte por treinos junto à natureza.

5. “Um faixa-preta é um faixa-branca que não desistiu”

Consistência conta mais do que talento. E no mínimo torna a sua vida melhor. Afinal, a pior sensação que podemos ter é a de que poderíamos ter feito algo mais.

6. “Diversifique”, ensina o analista financeiro

Até mesmo o Jiu-Jitsu, quando é obrigação além da conta, torna-se um fardo. Saiba a hora de diversificar o treinamento físico, com caminhadas na natureza ou mergulhos na praia. Mas não exagere a ponto de perder a consistência nos tatames.

7. “Escolha um trabalho de que goste, e não terá que trabalhar nem um dia na vida”

Se você não gosta do que faz, pode ser o cara mais produtivo do planeta, mas jamais vai render o máximo. E ainda vai acumular frustrações e arrependimentos ao longo das décadas. Persiga a felicidade.

8. “Cavalo que chega cedo bebe água limpa”

Não se atrase. Na academia você aprende como aparecer primeiro e sair por último rende boas conversas, lições e boas dicas. No dia a dia não é diferente.

9. “Não sacrifique suas refeições”

A hora de se alimentar é sagrada para os sábios mestres de Jiu-Jitsu. Não pule refeições, nem se esqueça de comer por culpa de outras atribulações.

10. “Preserve o ambiente familiar”

Lembre-se, o Jiu-Jitsu prosperou no Brasil graças à preocupação familiar dos Gracie. Está no inconsciente coletivo do Jiu-Jitsu uma casa enorme, com dezenas de parentes reunidos e saudáveis.

Robson, Igor, Gregor e Rolles Gracie competindo juntos, durante uma etapa do NY International Pro da UAEJJF. Foto: Divulgação

11. “Se alguém está tão cansado que não possa dar um sorriso, deixe-lhe o seu”

Mantenha o sorriso no rosto. O praticante de Jiu-Jitsu carrancudo já era. O mundo anda sisudo demais, não seja mais um a espalhar bronca e desentendimento.

12. “Bom para o grupo, ótimo para você”

Estimule um ambiente de benefício mútuo à sua volta. Pense num lutador profissional treinando para um torneio. Quanto mais ele tiver ajudado companheiros a melhorar, mais qualidade terá o seu treinamento para o compromisso. Incentive amigos, parentes e colegas de trabalho (e até bichos de estimação) a viver saudavelmente. Tal prática vai refletir numa vida melhor para você também.

13. “Lidere a tropa”

Cresça de forma que os que vêm abaixo de você também possam crescer. Isso estimula um ambiente mais saudável – vale para a academia, para o escritório e para o lar.

14. “Descansar é repor energia”

O descanso e a qualidade do sono são fundamentais para o praticante de Jiu-Jitsu. Tenha um quarto de dormir escuro e silencioso e um colchão o mais confortável quanto possível.

15. “Não evite treinos nem obrigações”

Se você sabe que aquele amigo é um treino duro e parelho, você tem duas atitudes: evitar o treino ou, sempre que possível, chamá-lo para treinar. Opte pela segunda. Sua consciência ficará mais tranquila, e seu Jiu-Jitsu mais refinado. Como diz o ditado: “Dificuldades são como montanhas. Só se aplainam quando avançamos sobre elas”.

16. “Perca com classe”

Dê o máximo, mas se a derrota for inevitável, encare com elegância, sem afetação ou estardalhaço. Extraia dos infortúnios as lições para a próxima tentativa.

17. “O macaco também cai da árvore”

Não compactue, por conveniência ou para agradar, com nada que vá contra seus princípios. Não faça gestos ou covardias que vão assombrá-lo depois. Isso perturbará sua consciência e pode manchar uma boa biografia.

18. “Meditar é conversar com quem você mais ama”

Tenha um local de refúgio, de isolamento, para meditar e melhorar o seu autoconhecimento. A solidão pode ser necessária, em certos momentos, para ajudar no ajuste de focos ou nas tomadas de decisões importantes.

19. “Você que critica, onde estava na hora de fazer?”

Não provoque se você não pretende resolver.

20. “Conheça seu organismo, para o bem ou o mal”

Sinta seu organismo. Se você se sente com mais energia hoje, o que você comeu, quando dormiu, que horas malhou? Identifique para repetir a combinação. Se alguma coisa caiu mal, anote mentalmente para não cometer o erro novamente.

Arona dropa uma onda no seu habitat, em Itacoatiara. Foto: Gustavo Aragão

Arona dropa uma onda no seu habitat, em Itacoatiara: sucesso no Jiu-Jitsu sem sacrificar o lazer e o convívio com a natureza. Foto: Gustavo Aragão/GRACIEMAG

21. “É passatempo, não vício”

Jamais deixe seu lazer virar vício. Ficar o dia inteiro preso a uma tela de videogame, por exemplo, vai atrapalhar e trazer uma sensação de culpa nociva ao seu estilo de vida ideal. Mantenha o equilíbrio sempre.

22. “Do jardim do vizinho, cuida o vizinho”

Busque seu desenvolvimento constante, mas compare-se sempre consigo mesmo. Caso contrário, você pode nunca se libertar da ansiedade nem ter paz. Afinal, sempre vai existir alguém mais próspero, mais forte, mais rápido. Concentre-se em você, e faça tudo para estar, hoje, um degrau acima de onde estava ontem.

23. “Toque de novo, Sam”

A ciência confirma que ouvir sua música favorita faz bem ao coração e à circulação. O contato com a música ou qualquer tipo de arte ajuda a aliviar o estresse e estimular a criatividade. Consuma cultura, seja sob a forma de livros, filmes, séries ou músicas.

24. “Amizade, o bem número um”

Seja justo, mas não deixe um amigo na mão. Ajude primeiro, depois, se for o caso e em particular, repreenda-o. Amizade é o bem número um no Jiu-Jitsu.

25. “Não é digno de saborear o mel aquele que teme as abelhas”

Aprenda a desafiar seus limites, seja ousado e, principalmente, derrame o suor atrás dos seus objetivos. Não tenha medo de ser feliz. Não há glória ou vida boa sem esforço.

 

*** Artigo publicado originalmente na edição GRACIEMAG #143. Para não perder nenhum exemplar mensal do seu manual de Jiu-Jitsu, assine aqui.

Ler matéria completa Read more

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *